27/07/2017 - Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais tem serviços gratuitos no HGG



Edição do Saúde na Praça será realizada nesta sexta-feira, 28 de julho, na Praça Abrão Rassi. Serão oferecidos medição de pressão, testes rápidos de detecção de hepatite B e C, além de orientações com nutricionistas e gastroenterologistas

O Hospital Alberto Rassi - HGG realiza nesta sexta-feira, 28 de julho, mais uma edição do projeto Saúde na Praça. Desta vez, o evento é realizado no Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais e será realizado das 7 às 13 horas, na Praça Abrão Rassi, em frente ao HGG. Serão oferecidos testes rápidos para detecção de hepatite B e C, medição de pressão e orientações com nutricionistas e gastroenterologistas da unidade. O evento é realizado em parceria com a Coordenação Estadual de Hepatites Virais, ligada à Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), da Secretaria de Estado da Saúde.

O objetivo do evento é alertar a população para a detecção precoce da doença e orientar sobre as formas de prevenção e tratamento. A hepatite é uma inflamação do fígado, que pode ser causada por medicamentos, doenças autoimunes, metabólicas e genéticas, álcool, substâncias tóxicas e vírus. Ela é considerada, atualmente, o maior problema global de saúde pública e, se não for adequadamente diagnosticada e tratada, pode levar à insuficiência hepática aguda, cirrose, câncer do fígado e até mesmo à morte.

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 3 milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que têm o vírus. Já a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que aproximadamente 3% da população mundial seja portadora de hepatite C crônica. A OMS alerta ainda que as hepatites virais são um dos maiores problemas mundiais de saúde e matam duas vezes mais do que a Aids.

Dados sobre hepatites virais no Brasil:
- Existem 3 milhões de brasileiros contaminados;
- De 2000 a 2010 foram mais de 300 mil casos notificados;
- Entre 2000 e 2010 levaram à morte 37 mil pessoas;
- 1 a cada 3 transplantes de fígado decorrem de complicações da hepatite C;
- A hepatite C é a que mais mata: causa 70% desses óbitos;
- Boa notícia: hoje, mais de 90% dos casos de hepatite C são curáveis.

Dicas gerais que reduzem o risco de contaminação:
- Não compartilhar seringas, agulhas e escovas de dente;
- Utilizar preservativos nas relações sexuais;
- Exigir das autoridades públicas de saúde os testes em transfusões de sangue;
- Levar seus utensílios devidamente higienizados, ao ir a manicure;
- Fazer o teste rápido para saber se tem hepatite;
- Vacinar contra hepatite B;
- Conferir se os materiais usados em injeções, tatuagens e piercings são descartáveis.

Serviço:
O quê: Saúde na Praça - Dia Mundial da Luta contra Hepatites
Quando: sexta-feira, 28 de julho
Horário: de 7 às 13 horas
Onde: Praça Abrão Rassi - em frente ao Hospital Alberto Rassi - HGG




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS