25/09/2017 - Cardiologista Antônio Malan ministra palestra no AMA



Objetivo foi esclarecer que o paciente de marcapasso não é alguém incapacitado e pode levar uma vida normal

Nesta sexta-feira, 22 de setembro, o chefe do serviço de Cardiologia do Hospital Alberto Rassi – HGG, Antônio Malan, ministrou palestra no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) em alusão ao Dia do Portador de Marcapasso, falando sobre a vida e a rotina do paciente usa o aparelho e desmistificando mitos referentes a ele.

O cardiologista destacou que o paciente de marcapasso é estigmatizado como alguém incapaz de levar uma vida normal. “Falar desse assunto é importante, pois além dos pacientes terem dúvidas, as pessoas tem um conhecimento estabelecido na mente completamente equivocado. Há um estigma muito grande sobre as pessoas que colocam marcapasso, é como se os amigos virassem inimigos, por passarem a olhar o paciente como coitadinho, uma pessoa inútil”, pontuou, ressaltando que quem tem um marcapasso tem uma vida normal. “A sobrevida do paciente vai depender das condições clínicas dele e não do aparelho em si, na verdade o marcapasso só faz ele viver mais”, explicou.

A auxiliar de serviços gerais, Maria Gonçalves dos Santos, de 67 anos, gostou da palestra e avaliou importante o conteúdo, já que sua mãe morreu após uma arritmia e praticamente todos da sua família têm problemas de coração, incluindo ela. “Achei muito interessante, pois o especialista falou muitas coisas que outros médicos nunca me falaram. Eu tive um AVC e já fiz quatro cateterismos, e sinto muito cansaço nos trabalhos diários, em compensação, tenho uma irmã com marcapasso que tem uma vida normal, trabalha e tem muito mais disposição do que eu”, relatou.





Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS