06/11/2017 - Pacientes e acompanhantes ‘compram’ livros com prendas divertidas em ação especial no HGG



Atividade é iniciativa do projeto 1010 Maneiras de Comprar um Livro sem Dinheiro, realizada pela Ong Junior Achievement Goiás, e marcou o aniversário de dois anos do projeto Dose de Letras

Como acontece todos os dias, o alegre carrinho amarelo repleto de livros do Projeto Dose de Letras passa pelos corredores das enfermarias e alas do HGG emprestando livros aos pacientes internados e seus acompanhantes. Mas, na tarde da última quinta-feira, 31 de outubro, ele levava outros livros que seriam ‘vendidos’ aos pacientes. Contudo, o pagamento não era mediante algum valor, mas a uma prenda ou ação. Dar um abraço, cantar uma música ou declamar um poema. Dentro de cada obra, um marca página indicava qual seria o ‘pagamento’ dela.

A atividade, iniciativa do projeto 1010 Maneiras de Comprar um Livro sem Dinheiro, realizada por estudantes do Núcleo de Ex-Achievers (NEXA) da associação Junior Achievement Goiás, marcou o aniversário de dois anos do projeto Dose de Letras do HGG, que promove o empréstimo de livro e revistas a pacientes internados e seus acompanhantes com o intuito de minimizar e prevenir efeitos e sintomas negativos da hospitalização. Ambos os projetos têm o objetivo de incentivar a leitura.

O estagiário de contabilidade, Samuel Santos Araujo, de 21 anos, precisou apenas dizer “Eu te amo” para comprar a obra escolhida. “Achei uma iniciativa muito boa, pois incentiva as pessoas a lerem, principalmente hoje em dia em que elas ficam muito tempo nas redes sociais e vivem muito desconectadas do mundo presente”, comentou sobre a ação.

Já Denise Pereira do Nascimento, de 21 anos, comemorava as duas novas obras adquiridas, já que além da compra na ação, ganhou outro exemplar enviado pela autora Elacy Amorim Mesquita, que doou vários livros de sua autoria para serem entregues aos pacientes e acompanhantes. “Nossa achei muito bonita a ação, uma coisa que quase não vemos hoje em dia, comprar algo sem dinheiro. Gostei do tema dos meus livros, quero ler e guardá-los”, celebrou Denise que, internada para uma cirurgia, contou que pretende, em breve, quer cursar faculdade de Letras.

Ulisses Panta, gerente do NEXA, considerou a ação, que normalmente é realizada em locais públicos, muito positiva pelo retorno dos pacientes e acompanhantes que participaram. “Foi uma tarde muito agradável e maravilhosa. A maioria dos pacientes esteve disposta a participar e se realizou a prenda”, relatou, ressaltando que a atividade também foi gratificante para o grupo de estudantes voluntários. “Para nós também valeu muito a pena, a gente fica tão envolvido torcendo pela prenda, que é uma coisa simples, mas para a pessoa é um desafio que ela se compromete a fazer e faz, e isso é gratificante!”.






Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS