08/11/2017 - Programa de tratamento da obesidade do HGG é habilitado pelo Ministério da Saúde



Solenidade ocorreu nesta terça-feira, dia 07 de novembro, no auditório do Hospital Alberto Rassi, quando reuniu autoridades que articularam para a medida

Aconteceu nesta terça-feira, dia 7 de novembro, a solenidade que oficializou a habilitação do Serviço de Cirurgia Bariátrica do Hospital Alberto Rassi – HGG. O evento contou com as autoridades que articularam o processo junto ao Governo Federal. Com o aporte de recursos federais para o Estado na casa dos R$ 1,2 milhões ao ano, a meta de procedimentos cirúrgicos para os pacientes com obesidade mórbida aumenta de 6 para 12 por mês, o dobro do que é realizado atualmente.

O HGG é a única unidade habilitada com Serviço de Atenção à Obesidade no Estado de Goiás. O processo de habilitação durou cerca de três anos, quando foram realizadas diversas adequações para atender as normas da Vigilância Sanitária e adquiridos equipamentos específicos para atender pacientes com Índice de Massa Corpórea (IMC) acima de 40. São quatro enfermarias especiais, com camas que suportam pessoas com cerca de 300 quilos e banheiros com medidas e estruturas adequadas.

De acordo com o diretor do Departamento de Atenção Especializada e Temática do Ministério Da Saúde, Fernando Machado, os recursos advindos do Ministério da Saúde podem aumentar conforme a produção da unidade. “A medida que o hospital aumentar sua capacidade instalada, o Ministério vai financiar 100% deste serviço, que já está habilitado”, disse. Ele lembrou ainda que além da cirurgia, o tratamento com a equipe multidisciplinar para os pacientes obesos também são faturados. “A obesidade é uma epidemia e o HGG é uma referência para o Centro-Oeste brasileiro”, destacou.

O senador Wilder Morais destacou sobre sua articulação em Brasília para a habilitação dos leitos. Segundo ele, este é um marco de ampliação de um serviço importante para a população de Goiás. O superintendente executivo da Secretaria de Estado da Saúde, mostrou que Goiás fez sua parte, oferecendo o tratamento aos pacientes do SUS, antes da habilitação. “Agora, com o incremento por parte da União, incrementamos a meta e o desafio da equipe do HGG é superar os resultados”, disse.

O processo
Entre os investimentos realizados estão a aquisição de um guindaste, com capacidade até 250 quilos, balança, mesas cirúrgicas, cadeiras de rodas, aparelhos especiais de aferição de pressão e camas com capacidade até 300 quilos. As enfermarias especiais contam vasos sanitários de alvenaria e acabamentos em inox, com maior resistência. O Centro de Terapia Intensiva (CTI) também está apto para receber os pacientes super obesos.

De acordo com o diretor técnico do HGG, Rafael Nakamura, o hospital sempre foi referência no tratamento da obesidade. “A habilitação do Ministério da Saúde reconhece o trabalho desenvolvido pelo Hospital, que tem buscado a excelência dos serviços prestados aos usuários do SUS. Sua qualidade já foi atestada com o nível 2 de acreditação pela Organização de Acreditação Hospitalar (ONA) e está rumo ao terceiro nível.”

Nakamura explica que, com a habilitação dos leitos, será possível faturar junto ao Ministério da Saúde, o valor específico da cirurgia bariátrica. “O Estado será devidamente ressarcido por estas operações, que antes, eram categorizadas como uma cirurgia comum.” A portaria 2.873 foi divulgada no Diário Oficial da União no dia 27 de outubro.

PCCO
O HGG conta com o Programa de Controle e Cirurgia da Obesidade (PCCO) desde 1998 e foi reestruturado em 2013, com a transferência da gestão para o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech). Conta com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, fonoaudiólogos, enfermeiros, nutricionistas, além dos médicos cirurgiões bariátricos, pneumologistas, cardiologistas e de outras áreas. Em 2017, o HGG realizou 58 cirurgias bariátricas. Mensalmente, os pacientes pré e pós cirúrgico realizam cerca de 800 consultas ambulatoriais.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS