Terapeuta ocupacional realiza atividades recreativas durante palestra no AMA



Profissional falou ao público sobre a atuação do profissional no âmbito hospitalar e sobre a importância das atividades físicas e brincadeiras que estimulem contato

Na última quarta-feira, 24 de janeiro, a palestra de promoção de saúde realizada no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) falou sobre atividades recreativas nas férias. Terapeuta ocupacional do HGG, Anna Paula Hirako esclareceu ao público sobre a atuação deste profissional no âmbito hospitalar e falou sobre a importância das atividades físicas e das funcionais, aquelas do dia-a-dia, que só percebemos o seu valor quando, por algum motivo de saúde não conseguimos executá-las.

A profissional destacou a importância do estímulo às brincadeiras em casa e no quintal junto aos filhos e netos, falando sobre como estas atividades recreativas podem ser benéficas para crianças e adultos, por estimularem não apenas a parte motora, mas a criativa e a emocional. “Hoje em dia as crianças estão ficando cada dia mais focadas em eletrônicos, televisão, celular e jogos e acabam perdendo essa interação com a família, com amigos e com o mundo externo. E a promoção de brincadeiras que estimulem a criatividade, principalmente as antigas, despertam muito a parte afetiva e nós precisamos desenvolver isso nas crianças também”, explicou Anna.

No atendimento hospitalar, a terapeuta ocupacional falou da importância do trabalho nos pacientes. “Nos adultos, principalmente nos pacientes nessa fase de internação, conseguimos com as atividades um sorriso e com isso tirar um pouco o foco da doença. Como conhecemos a limitação deles, nós propomos atividades de recreação em que o lúdico possa vir à tona”.

Ao final do conteúdo, Anna Paula fez algumas brincadeiras com o público, como ‘passa anel’ e ‘batata quente’, divertindo a todos. Marlene Ferreira Silva, de 41 anos, participou das atividades junto com a filha, que aguardava consulta. “Achei muito interessante a palestra, já brinquei bastante dessas brincadeiras, mas a gente esquece, e como eu tenho uma filha especial, eu esqueço de brincar com ela, por isso foi muito bom”, confessou a mãe.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS