01/02/2018 - Vernissage da Exposição Poética Contemporânea reúne artistas e convidados no HGG



Lançamento da mostra coletiva, assinada pelos artistas Brenda Lee, Carlos Catiti e Pedro Galvão, é prestigiado por dezenas de personalidades das artes, familiares e convidados

Na décima quinta exposição do Projeto Arte No HGG, as cores e a alegria prevaleceram não apenas nas cerca de 80 telas dos artistas Brenda Lee, Carlos Catiti e Pedro Galvão, mas em toda a atmosfera do Vernissage de lançamento da exposição coletiva Poética Contemporânea, na noite da última terça-feira, 30 de janeiro. As obras, expostas na recepção central, galeria permanente, corredor principal do primeiro andar e Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), chamavam a atenção dos convidados e do público que frequenta o hospital pelo colorido e expressividade das telas. “Achei tudo muito bonito e isso alegra a gente, quando vemos todas essas obras”, avaliou a paciente Sônia Eliete Silva de Oliveira, de 62 anos, internada para uma cirurgia, mas que desceu do seu quarto para conferir a exposição.

“Apesar dos artistas não se conhecerem antes da ideia da mostra e seus quadros trazerem propostas e técnicas diferentes, as telas conversam harmoniosamente entre si, num misto de movimento, cor e emoção”, disse a curadora da exposição, a artista plástica Helena Vasconcelos, que agradeceu a disponibilidade dos artistas em cederem voluntariamente suas obras para compor a mostra. “Vocês enriqueceram nossa galeria hospitalar. Parabéns a todos vocês artistas que não pouparam esforços para brindarem o público do hospital e lhes proporcionarem momentos mais alegres em sua estadia ali”.

A satisfação estava no semblante dos artistas ao receberem dezenas de colegas e personalidades do universo das artes que prestigiaram o Vernissage, artistas plásticos, jornalistas, produtores culturais, cantores e escritores, além de familiares, amigos e diretoria do HGG. O presidente da Associação Goiana de Artes Visuais (AGAV), Nonatto Coelho, lembrou a primeira exposição do Projeto Arte no HGG, que expôs obras suas entre as de vários outros artistas e ressaltou a proposta da acessibilidade da arte. “Eu estive na inauguração desta ‘galeria’, que no dia-a-dia é um ambulatório. É uma iniciativa extremamente louvável pela arte ser uma coisa singular, pois o projeto permite que artistas goianos profissionais e apaixonados pela arte exponham aqui suas obras para um público que não tem acesso, por, no Brasil, não haver uma tradição em artes visuais, como em outros países”, comentou.

A diretora de serviços multiprofissionais do HGG, Rogéria Cassiano, falou aos presentes em nome da diretoria da unidade lembrando que o Arte no HGG é um dos projetos de humanização do HGG, que têm como objetivo melhorar a estadia do paciente no hospital e auxiliar no seu tratamento, ressaltando que há estudo que comprovam os resultados dessas iniciativas. “Todas essas ações têm como objetivo descaracterizar um pouco o ambiente hospitalar e tirar o foco da doença, o que é muito benéfico ao tratamento, já que ajuda no alívio de sintomas, do estresse e ansiedade”. Durante a cerimônia, o artista plástico Juca de Lima, autor da última exposição de arte do HGG, foi homenageado com um certificado de contribuição com a sua arte recebido pelas mãos da sua esposa Branca de Lima, que prestigiou o Vernissage ao lado da filha Zeila de Lima.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS