Cirurgião do HGG ministra curso avançado de cirurgia reparadora pós-bariátrica



Roberto Kaluf foi um dos convidados do Master Training 2018, realizado no Rio de Janeiro, onde compartilhou com os participantes a experiência do HGG em cerca de 20 anos no atendimento a pacientes obesos

O cirurgião plástico do HGG Roberto Kaluf foi um dos convidados do Master Training 2018, realizado no Rio de Janeiro, no dia 27 de janeiro, no Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Com o tema Cirurgia Plástica Pós-Bariátrica, o curso avançado abrangeu aspectos práticos da área e desenvolvimento de novas técnicas e contou com cirurgiões de diversas partes do Brasil que trabalham com cirurgia reparadora em pacientes pós-bariátricos.

Roberto Kaluf foi convidado a ministrar dois temas: ‘Segurança na Programação do Paciente ex-obeso’, em que o especialista abordou o preparo do paciente pós-bariátrico para a realização a cirurgia plástica reparadora, com seus cuidados e riscos; e ‘Evolução: sistematização e histologia da cirurgia da face’. “Com o emagrecimento, o paciente tem uma queda total de todos os tecidos e um envelhecimento muito precoce, pois há muita sobra de pele na mama, no braço, abdômen, dorso, coxa e também na face. E nós fomos premiados pra mostrar nossa casuística aqui de dentro do hospital de procedimentos na face do paciente pós-bariátrica, que é a maior do Brasil, em termos de serviço público, assim como todas as cirurgias que nós realizamos aqui no HGG nesse setor de cirurgia pós-bariátrica”, considerou Kaluf sobre a participação.

O cirurgião reiterou a importância da participação do HGG no evento, um dos pioneiros no serviço de cirurgia da obesidade e reparadora pós-bariátrica. “Foi um evento onde o coordenador André Maranhão conseguiu convidar grandes profissionais do Brasil ligados a estes serviços dentro de cada região para mostrar o que está sendo feito em hospitais da rede pública. E o HGG foi o primeiro em hospital público no Brasil, já em 1999, a mostrar este tipo de trabalho. Estavam presentes cirurgiões plásticos com 10, 20 e até 30 anos de formados que estão querendo entrar nesta subespecialidades e ainda não têm onde treinar, então nós nos sentimos orgulhosos por representar o HGG, que nos deu todo este ensinamento ao longo desses 20 anos”, finalizou.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS