12/03/2018 - Palestra sobre a importância dos rins desperta interesse e dúvidas entre pacientes



Nefrologista falou sobre o papel do órgão, alguns cuidados e vilões para o seu funcionamento e respondeu várias dúvidas do público

Um dos órgãos essenciais ao funcionamento do corpo, os rins, foram tema da palestra de promoção da saúde desta quarta-feira, 7 de março. O residente de Nefrologia, Lucas Messias, abordou o assunto com os pacientes do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) e tirou varias dúvidas do público. O profissional iniciou a palestra esclarecendo a importância dos rins para o organismo e suas funções, pois muitas pessoas relacionam o órgão somente com a função de produzir a urina, esquecendo-se que para esta produção os rins filtram o sangue, o que forma a urina, que nada mais é do que o lixo do organismo diluído em água.

Lucas citou ainda alguns vilões dos rins, como a diabetes, que deve ser devidamente controlada já a doença faz com que o órgão perca a capacidade de filtrar adequadamente essas substâncias. Os anti-inflamatórios também são verdadeiros vilões dos rins, pois esses medicamentos diminuem a sua capacidade de filtrar o sangue. Falou ainda da importância de se observar o aspecto da urina, sinais que podem indicar alerta. Vontade constante de urinar, sentir dor e ter a urina escura podem ser sintomas de uma infecção urinária.

O assunto gerou muitas perguntas do público, entre elas sobre pedra nos rins, uso de substâncias e suplementos proteicos, quantidade ideal de água por dia e infecção urinária. Sobre este último, Lucas pontuou sobre a importância de uma boa higiene na prevenção da infecção urinária, destacando ainda que pacientes que usam fraldas e sondas devem ter uma atenção ainda maior. “A maioria das pessoas nem sabe o que é Nefrologia e o que faz o médico nefrologista e iniciativas como esta, uma palestra para um público aberto, fazem com que esclareçamos muitas dúvidas e sobre o papel desse profissional, pois, muitas vezes, quando o paciente conhece o médico nefrologista é quando ele já tem uma doença renal crônica e avançada, com necessidade de hemodiálise. E nós precisamos chegar nesses pacientes antes disso”.

O nefrologista citou ainda cuidados que zelam pelos rins, como o consumo de cerca de dois litros de água por dia e uma dieta com baixo teor de sal e alimentos processados. “O sal é um grande inimigo não apenas dos rins, mas da pressão alta e para todo o corpo. Temos uma dificuldade muito grande hoje com a vida cada vez mais corrida e os horários mais reduzidos, comendo fora de casa, lanches e comidas prontas e isso leva agente a ingerir uma quantidade grande de alimentos industrializados que, em sua maioria, são muito ricos em sal, por isso precisamos repensar nossa alimentação e a nossa rotina”.

Aguardando com a mãe que faria uma consulta, o radio-operador do Samu, Fernando Rocha, de 52 anos, era um dos mais atentos à palestra e elogiou a iniciativa. “Gostei muito, e achei importante este tema. Graças a Deus não tenho ninguém da família com problema renal, mas minha mãe é diabética. Parabéns ao hospital por esta palestra”, considerou.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS