Oficina de Arte proporciona nova experiência a pacientes do HGG



Sob a orientação do artista plástico voluntário Alexandre Liah, atividade proporciona aos pacientes momentos de distração, melhoria no tratamento terapêutico a até uma experiência única para os pacientes


Nesta última terça-feira, 17 de abril, os pacientes e acompanhantes do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG participaram da oficina de arte ministrada pelo professor da Escola de Artes Visuais (EAV), Alexandre Liah. A atividade, que acontece no Jardim da Solistência, contribui para o bem-estar dos pacientes por meio do contato com a natureza e atividade reflete no tratamento terapêutico.

A arte tem se mostrado um grande recurso não só como meio de autoconhecimento, mas também como forma de melhoria na qualidade de vida dos pacientes, promovendo sua inclusão social, aumentando a sua autoestima e promovendo um momento de gratidão e felicidade, principalmente para aqueles que passam por um longo tempo na unidade de saúde. A atividade resgata o potencial criativo e dá significado às vivências e experiências pessoais dos pacientes.

Além disso, muitas vezes, a oficina proporciona ainda uma experiência nova, para aqueles que nunca tiveram contato com a pintura. Foi o caso do paciente Aguimar Francisco da Silva, de 60 anos, que está no hospital há oito dias e participou pela primeira vez da oficina. “Achei muito bom. Creio que se eu tivesse contato quando jovem eu teria aprendido”, conta.

Pedriany Silva Xavier, de 32, tem lúpus e está no hospital há mais de uma semana para tratamento. Já esteve no internada há dois anos atrás e sempre participou das oficinas. “Ficamos no quarto o dia todo e quando recebi o convite, me lembrei. Da última vez que estive no hospital, sempre participei e muitas vezes junto com uma amiga de quarto quando repartíamos a tela. Uma vez ela levava pra casa e na outra eu”, conta.

Já a paciente Marta Diniz Ferreira, de 49 anos, que está na unidade há um mês, participou pela primeira vez e demonstrou muita intimidade com a pintura. Sua tela, repleta de girassóis, encantou a todos que estavam presentes e ainda foi elogiada pelo professor Alexandre Liah. O marido, Valdemir, conta que a esposa pinta várias telas e que muitas estão espalhadas pela casa. “É muito bom sair do quarto, pra fazer o que a gente gosta”, conta a paciente.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS