Equipe de endocrinologia do HGG conhece dependências do CEAD



Profissionais elogiam estrutura do Centro de Atenção ao Diabetes e falam dos avanços na saúde pública que o espaço proporcionará

Na manhã desta quarta-feira, 13 de junho, a equipe de médicos endocrinologistas do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, acompanhada da diretoria e do chefe do Serviço de Endocrinologia, Nelson Rassi, estiveram no Centro Estadual de Atenção ao Diabetes (CEAD) conhecendo a estrutura da unidade e se interando sobre as atividades que a unidade promoverá. A previsão é que ele seja inaugurado até o final do mês.

O CEAD será uma unidade anexa ao HGG, que oferecerá atendimento multiprofissional aos pacientes diabéticos, promoverá capacitação de equipes e profissionais especializados no atendimento da doença e atuará na educação continuada, com foco na reeducação alimentar para pacientes e familiares. O espaço contemplará consultórios, auditório, estrutura para treinamento e para conferências presenciais e à distância, com uma central de atendimento telefônico para que as equipes do interior possam entrar em contato e cozinha experimental.

A endocrinologista Jane Eyre Alves Ferreira elogiou a estrutura do local e avaliou a benefício aos pacientes. “Achei excelente a estrutura física, são ótimas instalações. Acredito que vai funcionar muito bem, vai atender e proporcionar um atendimento adequado, de qualidade e integrado ao paciente com diabetes. E isso será um salto muito grande no atendimento à população”, avaliou. A endocrinologista Judith Vaz de Mesquita Netto Faria reiterou o elogio ao Centro e acrescentou que a unidade será referência no tratamento da doença. “Espaço físico ficou ótimo, o projeto ficou excelente e teremos com certeza um centro de excelência no tratamento do diabetes no Estado de Goiás”.

Já para a médica Claudete Carmo da Silva Bento, o CEAD proporcionará um grande impacto à saúde pública de Goiás. “Todo esse investimento será revertido ao Estado, já que a prevenção, que é um foco do Centro, tanto do paciente, quanto na formação de equipes especializadas, gerará economia, por diminuir as complicações crônicas mais na frente. Parabéns pela iniciativa”, considerou Claudete.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS