22/06/2018 - Serviço de Reabilitação Cardíaca do HGG vai beneficiar pacientes cardiopatas do SUS



Lançamento aconteceu nesta quinta-feira, 21 de junho, e contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde Leonardo Vilela


Nesta quinta-feira, 21 de junho, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG lançou o Serviço de Reabilitação Cardíaca, em mais uma ação inédita na rede pública de saúde de Goiás. O evento contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde, Leonardo Vilela, do membro da Sociedade Goiana de Cardiologia e presidente do Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, Aguinaldo Freitas Júnior, além de profissionais da unidade e pacientes portadores de doenças cardíacas.

O Serviço de Reabilitação Cardíaca conta com equipe multiprofissional, composta por cardiologista, fisioterapeuta e educador físico para atender pacientes cardiopatas com doenças como insuficiência cardíaca, revascularização percutânea, transplante cardíaco, valvopatias, doença arterial coronariana, entre outras. Além disso, a estrutura inclui uma unidade de reabilitação cardíaca e de fisioterapia, que contam com salas para realização de ecocardiograma, ergometria e ergoespirometria. O HGG é atualmente o único hospital público em Goiás que oferece esse exame.

O coordenador do Serviço, Gustavo Paz Fonseca, que é cardiologista e médico do esporte, explicou que inicialmente serão atendidos os cardiopatas que já fazem tratamento no HGG, mas posteriormente o serviço será aberto para todos. “Vamos atender pacientes que fizeram angioplastia, vascularização, pacientes que têm o coração grande, entre outros problemas. O objetivo é fazer com que o paciente diminua internações, diminua o custo para o Estado e principalmente melhore a sua qualidade de vida. Não vejo como um custo, mas um investimento, porque vai evitar reinternações desses pacientes”, afirmou.

O Secretário de Estado da Saúde, Leonardo Vilela, afirmou que o objetivo do serviço é garantir aos usuários do SUS, cardiopatas inscritos no programa, um novo estilo de vida. “Esse é mais um avanço desse hospital público. Esse serviço vai funcionar sob supervisão de uma equipe multiprofissional, que proporcionará aos pacientes que sofrem com alguma doença no coração, retornarem às suas atividades. Ele vem agregar muito ao HGG e toda a rede de serviços do SUS de Goiás, e com certeza vai ser referência mundial. Quando o serviço estiver em pleno funcionamento, será capaz de atender mais de dois mil pacientes por mês, um número expressivo de pessoas que serão beneficiadas”.

Membro da Sociedade Goiana de Cardiologia e presidente do Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, Aguinaldo Freitas Júnior, elogiou a iniciativa. “Não se vê em serviço público ou privado, um serviço de reabilitação como esse. Essa realmente é uma alternativa que o paciente terá, que é inovadora e extremamente benéfica para ele. O Serviço de Reabilitação Cardíaca do HGG sem dúvidas é um dos maiores ganhos dos últimos anos”, declarou. Para a paciente Maria Bezerra, o serviço vai melhorar a qualidade de vida. “Estou satisfeita. Isso aqui é um serviço de primeiro mundo. Eu trato no HGG há 3 anos, e graças a Deus estou bem melhor. Esse hospital é como se fosse a minha casa. Quando chego, parece que estou abrindo a porta de casa. Parabéns, continuem sempre assim”, elogiou.

O Serviço
A reabilitação é o somatório de atividades necessárias para garantir aos pacientes portadores de doenças cardíacas melhoras nas condições física, mental e social, de forma que eles consigam, com seu próprio esforço, reconquistar uma vida ativa e produtiva.

A unidade de reabilitação cardíaca e de fisioterapia conta com esteiras ergométricas, bicicletas estáticas, simulador de caminhadas, pesos, ergômetro de mão, aparelho para extensão de pernas (leg extension), steps e outros equipamentos. Além dos pacientes cardíacos, a unidade também será utilizada pelos pacientes de outras especialidades que estejam em tratamento com a fisioterapia. Para a criação do serviço foram investidos cerca de R$ 700 mil, entre reforma, aquisição de equipamentos e estruturação da equipe.

Em um primeiro momento, serão direcionados ao serviço pacientes do Setor de Cardiologia do HGG. Cardiopatas de outras unidades, que sejam elegíveis para a reabilitação cardíaca, devem procurar uma unidade básica de saúde para serem encaminhados ao HGG.

São considerados elegíveis para reabilitação cardiovascular pacientes que apresentaram pelo menos um dos seguintes quadros cardiovasculares no último ano:

• Infarto agudo do miocárdio (IAM)/Síndrome coronariana aguda (SCA)
• Cirurgia de revascularização miocárdica
• Angioplastia coronária
• Angina estável
• Reparação ou troca valvular
• Transplante cardíaco ou cardiopulmonar
• Insuficiência cardíaca crônica
• Doença vascular periférica
• Doença coronária assintomática
• Pacientes com alto risco de doença cardiovascular



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS