Oficina de Arte como um despertar de talentos



Sob a orientação do artista plástico voluntário Alexandre Liah, atividade é capaz de despertar o talento dos pacientes, além de promover bem-estar físico e emocional

Nesta terça-feira, 19 de junho, os pacientes e acompanhantes do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG participaram da Oficina de Arte ministrada pelo professor da Escola de Artes Visuais (EAV), Alexandre Liah. A atividade acontece quinzenalmente no Jardim da Solistência e faz parte dos Programas de humanização feitos na unidade hospitalar.

A atividade realizada ao ar livre, em meio aos cavaletes, pincéis e tintas, traz uma experiência inédita para grande parte dos pacientes e funciona como gatilho para despertar o talento de cada um. Além disso, o foco é proporcionar o bem-estar físico e emocional daqueles que, muitas vezes, passam muito tempo na unidade devido algum problema de saúde. Assim, é possível transpor o olhar do campo emocional para o concreto, a partir de pinceladas que vão ganhando forma sobre a vastidão da tela em branco.

Gilberto Vieira Correia, de 55 anos, foi um dos destaques dessa Oficina de Arte com a tela de um navio. Umas das enfermeiras ficou encantada com as pinceladas que deram movimentos a água na tela. O paciente está há 20 dias no hospital devido um tratamento de diabetes. Gilberto conta que não sabia que o hospital tinha esse lado humanizado. “Eu sempre gostei de desenhar, mas pintar em tela assim foi a primeira vez. E olhei os quadros espalhados pelo hospital, porque gosto muito de pintura. Tenho vontade de ser artista plástico e achei muito bom, muito bom mesmo essa atividade. Eu já estava agoniado dentro do quarto”, conta.

Vera Lúcia Teixeira, de 62 anos, também participou pela primeira vez da oficina e está no HGG há três dias devido uma cirurgia de vesícula e conta que conhece muitos dos projetos de humanização da unidade. “Meu esposo já ficou internado aqui quatro vezes, com fibrose pulmonar, e sempre participava com ele. Ele participou da festa junina e do Sarau durante a sua internação. Eu acho muito bom esses tipos de atividade, é muito importante para os pacientes”, destacou.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS