29/08/2018 - No Dia Nacional de Combate ao Fumo, HGG lança protocolo pioneiro para auxiliar pacientes internados a abandonar o vício



Projeto vai auxiliar os pacientes da unidade a abandonar o vício do cigarro, após a alta hospitalar e aliviar os sintomas de abstinência ao fumo, durante a internação

Nesta quarta-feira, 29 de agosto, Dia Nacional de Combate ao Fumo, o Serviço de Pneumologia do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG lança o “Protocolo para Sensação do Tabagismo dos pacientes em regime de internação hospitalar”. A iniciativa tem o objetivo de auxiliar os pacientes que serão internados no hospital, a parar de fumar. De acordo com a pneumologista Dra Heicilainy Gondim, o hospital já é uma considerado um ambiente livre da fumaça de cigarros há 5 anos, já que durante o período de internação, é proibido fumar nas dependências da unidade. "Mas queremos mais. Queremos que nossos pacientes sejam também libertados deste vício após a alta do nosso hospital".

De acordo com a pneumologista, a abordagem ao paciente será realizada quando ele for recebido no leito pela enfermagem. “Para participar do protocolo, o paciente precisa ter mais de 18 anos, estar em condições clínicas e manifestar a vontade de parar de fumar. Se ele atender a todos esses requisitos, será incluído no protocolo que consiste em três sessões individuais ou em grupo, de abordagem cognitiva comportamental com a equipe de psicologia, para que sejam discutidos aspectos da dependência química, malefícios do cigarro no organismo, e os benefícios em parar de fumar”. Os pacientes com alto escore de dependência de nicotina receberão também tratamento medicamentoso, conforme diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia-SBPT.

Prejuízos ao fumante
Dentre os prejuízos acarretados pelo tabagismo estão o infarto do coração, enfisema pulmonar, derrame cerebral, infertilidade feminina, impotência sexual masculina, além de diversos tipos de câncer como: de laringe, pulmão, bexiga, mama, próstata e outros. Além disso, o cigarro também causa mau hálito, alterações no paladar, perda do olfato, segregação social e polui o meio ambiente.

Dados:
- Tabaco mata 3 milhões de pessoas por ano só por doença cardiovascular, de acordo com a OMS;
- Em todo o mundo, 24 milhões de crianças entre 13 e 15 anos fumam cigarros, dados da OMS;
- O cigarro contém 4720 substâncias tóxicas, das quais 50 são cancerígenas;
- Cada cigarro consumido subtrai 11 minutos da vida do fumante, segundo estudo publicado em 2010 no British Medical Journal;
- 51% das pessoas que se internam por doenças cardiovasculares e respiratórias são fumantes, segundo estudo realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Botucatu.





Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS