19/09/2018 - Idtech apresenta ao Ministério Público propostas de ações para o Case de Anápolis



O Instituto apresentou ao órgão os indicadores das pesquisas realizadas na unidade socioeducativa com adolescentes e familiares

Na segunda-feira, 17 de agosto, as coordenações executiva, administrativa e de assistência social do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) se reuniram com o coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) da Infância e Juventude do Ministério Público de Goiás, o promotor Publius Lentulus Alves da Rocha, para apresentar a proposta de gestão que está sendo executada no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Anápolis.

O coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero, entregou ao promotor a proposta técnica que já está sendo adotada pela nova gestão e apresentou as pesquisas de satisfação realizadas juntos aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na unidade e aos familiares. Participaram também da reunião representantes do Grupo Executivo de Apoio a Crianças e Adolescentes (Gecria), ligado à Secretaria Cidadã, a diretora geral Priscilla Piretti e os gerentes Emiliano Alves e Renata Lozano.

Parcerias

O Instituto, que está na gestão do Case de Anápolis há aproximadamente um mês, já está realizando um processo seletivo para o preenchimento de 22 vagas imediatas para lotação exclusiva na unidade, que apresentou um déficit de profissionais.

“É preciso desenvolver parcerias junto às entidades para colocarmos em prática políticas públicas que funcionem de forma azeitada. Já estamos trabalhando para melhorar vários déficits, especialmente o de pessoal, que era muito grande na unidade. Além disso, iniciamos as atividades esportivas e integramos a um grupo de trabalho com a Vara da Infância de Anápolis para a inserção dos adolescentes no mercado de trabalho ”, contou o coordenador do Idtech, José Cláudio Romero.

O promotor explicou que tem desenvolvido um trabalho com entidades parceiras, pautado na implementação de vários programas de capacitação e trabalho para os adolescentes do sistema socioeducativo de todo o Estado de Goiás. “É necessário e urgente entender que essas parcerias são fundamentais para que o serviço socioeducativo funcione. É preciso lembrar que somos parte de um todo e a ação depende de todos nós”, frisou o promotor.

Publius Lentulus disse ainda que o objetivo pessoal e institucional, se referindo ao Ministério Público, é tornar o sistema socioeducativo de Goiás modelo para todo o país. “É uma eterna construção e nós, como representantes dessas entidades, temos a obrigação de melhorar o sistema socioeducativo em todos os aspectos, sejam nos legais, morais ou estruturais”.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS