24/09/2018 - Usuários do AMA recebem orientações sobre o uso do marcapasso



Cardiologista palestrou sobre os mitos do dispositivo e ensinou o público a medir o próprio pulso. Orientação celebrou o Dia Nacional do Portador de Marcapasso

Para lembrar o Dia Nacional do Portador de Marcapasso, o chefe do Serviço de Cardiologia do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, o cardiologista Antônio Malan, palestrou para pacientes e usuários do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) na manhã desta segunda-feira, 24 de setembro. Além de esclarecer as principais dúvidas e os mitos acerca do aparelho, o cardiologista ensinou os usuários a medir o pulso.

O médico desmitificou o assunto e alertou sobre a importância de conscientizar a população dos problemas cardíacos. “Precisamos perder o medo do marcapasso. Muitas pessoas que precisam usar o aparelho chegam ao consultório receosas, achando que implantá-lo é sinônimo de incapacidade, mas pelo contrário, quem utiliza ganha vida e mais qualidade”, informou.

A aposentada Nelzita Martins Ferreira tem 72 anos e usa marcapasso há oito anos. Ela convivia com vários problemas cardíacos e contou como foi a sua experiência com o dispositivo. “Eu tenho uma vida normal com o aparelho, faço exercício e cuido de casa. Para mim foi muito melhor, pois eu vivia correndo para o hospital quando tinha as palpitações. Hoje, o aparelho controla tudo”, disse.

A dona de casa Edna Rodrigues, 64, aguardava uma consulta para a filha e ficou atenta às orientações do cardiologista. “Eu gostei muito de saber sobre o aparelho. Sempre tive dúvida sobre qual era a sua função, eu confundia com o estente porque meu marido usa, achava que era a mesma coisa e hoje eu já aprendi a diferença”, disse e, em seguida, explicou: “enquanto o marcapasso controla os batimentos por meio de estimulação elétrica, o estente serve para desentupir as veias que dão acesso ao coração”.

Procedimento

O Dia do Portador de Marcapasso foi criado pelo Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (Deca), da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV). A data, 23 de setembro, foi escolhida em homenagem ao pioneiro da Estimulação Cardíaca no Brasil, Décio Kormann. O Marcapasso é um microcomputador com bateria integrada implantado sob a pele que exerce a função de controlar os batimentos cardíacos. Tem uma vida útil que varia de seis a dez anos, dependendo do uso e modelo.

A cirurgia de implantação do dispositivo é considerada simples. A duração varia entre uma e duas horas, sendo realizada com sedação e anestesia local. Após o procedimento, o paciente pode ir pra casa em até dois dias. A maioria dos portadores de marcapasso pode retomar as atividades diárias habituais em 30 dias.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS