12/11/2018 - Case de Anápolis recebe gestor do Socioeducativo da Paraíba



Presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente da Paraíba, Noaldo Meirelles, conheceu a estrutura física e o modelo de gestão de parceria público-privada da unidade

Na quinta-feira, 8 de novembro, o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Anápolis recebeu o presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente da Paraíba (Fundac/PB), Noaldo Meirelles, para uma visita técnica à unidade. Noaldo, além de gestor do Sistema Socioeducativo do Estado da Paraíba, é mestre em Direitos Humanos e membro do Conselho Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal.

A visita foi guiada pelos diretores das coordenações Executiva e Administrativa do Instituto de Desenvolvimento Humano e Tecnológico (Idtech), que gerencia o Case de Anápolis, José Cláudio Romero e Lúcio Dias, e por representantes do Grupo Executivo de Apoio à Criança e Adolescente de Goiás – Gecria, a diretora-geral Priscilla Piretti e o gerente Emiliano Rivello.

O presidente da Fundac/PB conheceu toda a estrutura física da unidade, que possui padrão de reconhecimento do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), como área administrativa, salas para atendimento médico e odontológico, pátio da escola, sala de informática, cozinha e refeitório, alojamentos, quadra de esportes e galpão de atividades múltiplas.

“Fiquei admirado, é uma unidade fisicamente espaçosa se comparada com as outras existentes no país. Os alojamentos são individuais, com um tamanho ideal e bem divididos. A estrutura administrativa e as salas de atendimento médico também chamaram a atenção pela amplitude e organização”, avaliou Noaldo.

O presidente disse que já esteve em várias unidades socioeducativas do Brasil e escolheu visitar o Case de Anápolis, principalmente para conhecer o modelo de gestão de parceria público-privada. “Além de pensar numa reestruturação e aprimoramento dos nossos centros socioeducativos da Paraíba, também tivemos interesse em conhecer como funciona na prática a gestão de uma Organização Social desse tipo de serviço público. Gostei muito do que eu vi aqui e vou levar novas ideias para meu estado, para, quem sabe, intentarmos o modelo de gestão lá”, frisou.

O Idtech foi a primeira Organização Social contratada para administrar uma unidade socioeducativa no Estado de Goiás. A parceria público-privada tem gerado bons resultados. Em apenas três meses de gestão, o Instituto já implementou várias mudanças estruturais e ações de atendimento em várias áreas focada na socioeducação dos adolescentes que cumprem medida de internação. Os internos já estão participando rotineiramente de atividades esportivas: judô, karatê e futsal; lazer e recreação: videogame, pingue-pongue, xadrez e dama e cultura com aulas semanais de pintura.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS