02/01/2019 - Idtech promove ações de prevenção à tuberculose em unidade socioeducativa de Anápolis



Organização social que administra o Case da cidade tem realizado exames gerais e específicos nos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas para a prevenção de doenças infectocontagiosas. Jovens são atendidos por clínico geral e pneumologista

Ações de prevenção a doenças infectocontagiosas, principalmente à tuberculose, estão sendo realizadas no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Anápolis com os adolescentes que cumprem medidas de internação e internação provisória na unidade. A iniciativa é do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), organização social que administra o Case de Anápolis.

Desde o dia 24 de novembro, os 45 adolescentes em cumprimento de medida na unidade estão realizando exames diversos que incluem raios X do tórax, hemograma, eletrocardiograma, exame de escarro e consultas com clínico geral e pneumologista. A proposta é fazer um checape e uma investigação mais pormenorizada da saúde dos jovens. Os exames de raio X do tórax foram disponibilizados gratuitamente pela Clínica Radiológica de Anápolis.

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa grave e facilmente transmitida pelo ar. “Por muito tempo acreditou-se que a doença estava quase erradicada em vários países do mundo, incluindo o Brasil e os cuidados foram sendo esquecidos e, como consequência, a doença voltando a atingir as pessoas”, infere o pneumologista Marcelo Rabahi.

O médico explica que o indivíduo infectado ao falar ou tossir, elimina pequenas gotículas de água, contendo os bacilos. O principal sintoma é a tosse, por três semanas ou mais e o paciente pode também apresentar perda de peso e febre baixa no fim do dia acompanhada de suores noturnos.

“A prevenção sempre será a melhor maneira de evitarmos a infestação de doenças, principalmente quando se trata de jovens que já vivenciam uma situação de vulnerabilidade social e passam pela privação de liberdade”, explica. Rabahi é diretor de Ensino e Pesquisa do Idtech e está acompanhando as ações de saúde na unidade socioeducativa.

No início do mês de novembro um adolescente que cumpre medida socioeducativa na Unidade de Internação Provisória de São Sebastião, no Distrito Federal, foi diagnosticado com tuberculose bacteriana e precisou de cuidados, além do isolamento dos demais adolescentes. “É um caso que aconteceu longe da gente, mas que serve de exemplo para ficarmos alertas e executar ações de investigação e prevenção. A simples higienização como lavar as mãos já auxilia sobremaneira o contágio”, adverte.

Segundo o coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero, todo adolescente que ingressar no Case de Anápolis deverá passar por uma triagem médica e ambulatorial para averiguar seu estado de saúde e detectar possíveis doenças infectocontagiosas. “A partir de agora, todos os adolescentes que forem direcionados à internação na unidade, deverão passar por exames e avaliação médica como medida de prevenção. A ideia é assegurar tanto a boa saúde dos demais adolescentes que já estão internados, quanto dos colaboradores que mantém o contato diário com os jovens”, diz.

O diagnóstico da tuberculose é feito por meio de exame clínico com intuito de levantar o histórico do paciente com suspeita da doença, envolvendo sinais e sintomas e investigação do contato com pessoas que possuem a enfermidade. O exame direto do escarro com coleta de amostras e raio X do tórax são medidas específicas de detecção da doença e que já estão sendo realizados com todos os adolescentes na unidade.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS