15/05/2018 - Palestra e teste de higienização das mãos chamam a atenção de pacientes no AMA



Em alusão ao Dia Mundial de Higienização das Mãos, palestra teve objetivo de esclarecer a forma correta de higienizar as mãos com foco na prevenção de doenças infecciosas

Nesta quarta-feira, 09 de maio, a gerente de Educação Continuada do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, enfermeira Fabrícia Cândida, ministrou palestra em alusão ao Dia Mundial de Higienização das Mãos, comemorado no dia 05 de maio, para os pacientes que aguardavam por consultas no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) da unidade.

A palestra teve como objetivo esclarecer a forma correta de fazer a higiene das mãos com foco na prevenção de doenças contagiosas. A profissional esclareceu que as mãos são a principal forma de contágio devido à fácil contaminação, e por isso é necessário a lavagem frequente e de maneira correta, principalmente antes de se fazer as refeições e depois de utilizar o transporte público. Com o intuito de reforçar sobre o tema, fôlderes foram distribuídos para pacientes demonstrando a maneira correta de higienização.

O primeiro passo para a higiene é a aplicação do sabão sobre toda a superfície da palma da mão, ensaboando e friccionando as palmas entre si, em seguida, deve ser feita a limpeza do dorso, a lavagem entre os dedos e a limpeza dos polegares. Logo após, com a mão em forma de concha e através de movimentos circulares é feito a higiene das digitais e unhas e, por fim, os punhos devem ser esfregados. Para concluir, deve se enxaguar bem, no sentido dos dedos para o punho, utilizando papel toalha descartável para a secagem.

Além disso, em períodos de imunidade baixa, como resfriados, é indicado o uso de máscara e evitar o contato das mãos com olhos, nariz e boca quando não estiverem higienizadas. A profissional alerta ainda sobre a ‘etiqueta do espirro’, em que se usa o ombro para evitar a contaminação das mãos.

Outro ponto importante abordado, foi que o uso do álcool não substitui a lavagem com água e sabão. Mas, em casos que a pessoa está impossibilitada de fazer essa higiene, ainda é a melhor maneira de neutralizar micro-organismos. Fabrícia ressaltou ainda que, além destes cuidados, hábitos saudáveis como a boa alimentação também são muito importantes para aumentar a imunidade.

Ao final da palestra pacientes foram convidados a participar do teste, com o uso da caixa reveladora de micro-organismos, onde é utilizado um gel simulador de germes visível através de luz negra, que torna possível visualizar a quantidade de sujeira acumulada nas palmas e costas das mãos, entre os dedos e unhas.

Quem aceitou o desafio se assustava com tanta sujeira encontrada, foi o caso da dona Cecília Borges, de 44 anos, que contou que já havia visto a utilização da caixa reveladora na televisão e sempre quis fazer o teste. “Quando lavo às mãos, sempre me pergunto se estão realmente limpas e ali eu pude ver.”

A técnica de enfermagem, Edna de Jesus Saraiva, de 47 anos, também participou do teste e ressaltou a importância de alertar sobre o tema.“É sempre importante estar atualizando as pessoas a se prevenir do contágio de vírus e bactérias”, considerou.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS