10/08/2018 - HGG recebe palestra sobre esclerose múltipla



Docente do departamento de Imunologia da USP, Jean Pierre Schatzmann Peron, ministrou palestra no HGG para profissionais da saúde e residentes de neurologia e área clínica

Nesta quarta-feira, 8 de agosto, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG recebeu o docente do departamento de Imunologia da Universidade de São Paulo (USP), Jean Pierre Schatzmann Peron, para a realização de uma palestra sobre Neuroimunologia da Esclerose Múltipla. A atividade teve o objetivo de aprimorar o diagnóstico de doenças do sistema nervoso central e foi ministrada aos profissionais da saúde e residentes de neurologia e área clínica. O evento contou com cerca de 30 participantes.

Na esclerose múltipla, as lesões nos nervos causam distúrbios na comunicação entre o cérebro e o corpo. A esclerose causa muitos sintomas diferentes, entre eles perda da visão, dor, fadiga e comprometimento da coordenação motora. Os sintomas, sua gravidade e duração variam conforme a pessoa. Alguns indivíduos podem não apresentar sintomas por quase toda a vida, enquanto outros têm sintomas crônicos graves que nunca desaparecem.

Jean Pierre explicou que a esclerose múltipla é uma doença desmielinizante, ou seja, está relacionada com à destruição da bainha de mielina (membrana que envolve e isola os axônios – fibras nervosas responsáveis pela condução dos impulsos elétricos – no cérebro, medula espinhal e nervos ópticos). Ele explicou também que ainda não existe um consenso sobre o porque a esclerose múltipla se manifesta no corpo. De acordo com ele, se fosse genética, os bebês já nasceriam com ela, o que não acontece.

O membro da Comissão Organizadora da palestra, o neurologista preceptor Fernando Elias Borges explicou que esse tipo de atividade é importante para manter a equipe de neurologia, incluindo os residentes que estão em formação, atualizados sobre as possiblidades terapêuticas baseadas no conhecimento sobre a neuroimunologia evidenciada na esclerose múltipla. “O Jean é pesquisador e trabalha na pesquisa básica, participando de experimentos com camundongos. Os pesquisadores reproduzem a doença no animal para entender como ela se manifesta no organismo e assim identificar possíveis tratamentos futuros”, explicou.

Currículo

Jean Pierre Schatzmann Peron é farmacêutico, formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Terminou o doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo em maio de 2008, durante o qual passou um ano no laboratório do professor e doutor Howard l. Weiner na Harvard Medical School, Center for Neurologic Diseases, Boston, Ma. Hoje é professor livre docente do Departamento de Imunologia - USP onde se dedica a estudar as interações entre o sistema nervoso central e o sistema imune através da presença de receptores para neurotransmissores. Além disso, estuda os mecanismos celulares e moleculares envolvidos na patogênese da microcefalia causada pelo Zika Vírus em modelos experimentais.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS