12/09/2018 - No Dia Mundial de Combate à Sepse, HGG promove ações para conscientizar pacientes e colaboradores



Ações acontecem nesta quinta-feira, 13 de setembro, no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), e Auditório dr. Luiz Rassi, a partir das 8h30

O Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG promove nesta quinta-feira, 13 de setembro, várias ações de conscientização sobre o Dia Mundial de Combate à Sepse. A partir das 8h30, a gerente do Núcleo de Educação Continuada da Unidade, Fabrícia Cândida, estará no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) com a “caixa reveladora de bactérias”, que possui uma luz negra que revela microorganismos a olho nu. Às 10 horas, no Auditório Dr. Luiz Rassi, o médico intensivista, Durval Pedroso abordará o assunto com os profissionais da unidade.

De acordo com o Instituto Latino Americano de Sepse (ILAS), a sepse é um conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção. Antigamente era conhecida como septicemia ou infecção no sangue, hoje é mais conhecida como infecção generalizada. Na verdade, não é a infecção que está em todos os locais do organismo. Por vezes, a infecção pode estar localizada em apenas um órgão, como por exemplo, o pulmão, mas provoca em todo o organismo uma resposta com inflamação numa tentativa de combater o agente da infecção.

De acordo com o médico intensivista, Durval Pedroso, a mortalidade de sepse no Brasil está entre 65% a 70% dos casos. A média mundial está em torno de 30% a 40%, o que significa que o Brasil ainda possui uma elevada estatística de óbito. “É importante ressaltar que Goiás é um dos estados que tem a maior mortalidade da sepse no Brasil, diferente do HGG. Nós aqui temos uma mortalidade baixa, comparada a baixa mortalidade de grandes centros, inclusive fora do País”.

O médico destacou ainda que a doença é a principal geradora de custos nos setores público e privado. ”Os gastos são elevadíssimos, mais de 18 bilhões de reais são gastos por ano no tratamento, no combate às complicações da patologia. Então é uma doença que tem característica de alta letalidade, e que tem uma implicação financeira significativa. Por isso nós estamos ministrando essas palestras, para conscientizar sobre a importância do diagnostico precoce para inicio do tratamento”.

Como a prevenção é melhor remédio, a gerente do Núcleo de Educação Continuada do HGG, Fabrícia Cândida, estará no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) ministrando palestra sobre a sepse, e vai convidar o público a fazer o teste na “caixa reveladora de bactérias”, que possui uma luz negra que revela todos os microorganismos a olho nu. “Com essa ação, nós queremos demostrar que a higienização correta das mãos auxilia na redução de contaminações de vírus e infecções”, ressaltou a gerente.

Serviço:
Dia Mundial de Combate à Sepse
Quando: 13 de setembro – quinta-feira
Onde: Hospital Alberto Rassi-HGG (Avenida Anhanguera, 6479, Setor Oeste)
Horário: a partir das 8h30



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS