25/03/2020 - HGG toma medidas preventivas sobre o Coronavírus



Orientações passam a valer a partir desta segunda-feira, 23 de março

Seguindo a orientação do Governo do Estado de Goiás e da Secretaria de Estado da Saúde, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG adotou mudanças em seu fluxo de atendimento como medida de cautela em relação à prevenção contra o Coronavírus, visando a segurança de pacientes, acompanhantes e colaboradores. Essas medidas passam a valer a partir desta segunda-feira, 23 de março.

O HGG, por meio do Centro de Atenção ao Diabetes (CEAD), suspendeu as consultas eletivas e montou uma central telefônica para proporcionar orientações aos pacientes. Este atendimento teve início nesta segunda-feira e funcionará das 7 às 19 horas, de segunda a sexta-feira. Médicos endocrinologistas do CEAD irão avaliar os prontuários de consultas já agendadas para os próximos 30 dias, e ligarão, durante o horário do ambulatório, para os pacientes e darão orientações sobre o tratamento em andamento, além de tirar dúvidas. Para este atendimento, também foram disponibilizados computadores com o recurso do WhatsApp Web, facilitando, assim, a comunicação entre médico e paciente, além de aumentar o número de linhas telefônicas convencionais.

Caso o paciente tenha algum exame para mostrar, ele pode enviar pelo WhatsApp para os médicos avaliarem. Para o receituário de medicamentos que não necessitarem de retenção de receita, a prescrição será encaminhada pelo WhatsApp. No caso de medicamentos que exigem receituário especial, o paciente ou o representante poderá ir até o CEAD fazer a retirada das receitas médicas.

O fluxo do Serviço Especializado do Processo Transexualizador (Ambulatório TX) vai seguir a mesma linha de atendimento. Os pacientes terão consultas online com médicos, psicólogos e fonoaudiólogos. Além disso, as receitas de hormônios de uso contínuo dos pacientes serão enviadas pelos Correios. O ambulatório também já possui um grupo de WhatsApp para tirarem dúvidas sobre o tratamento e agora vão intensificar as informações sobre o Covid-19. Os atendimentos aos novos pacientes do ambulatório estão suspensos pelos próximos 15 dias.

Os demais serviços especializados disponibilizados pelo HGG, como pneumologia, neurologia, reumatologia e gastroenterologia, seguirão esta linha de atendimento online para que os pacientes não fiquem sem acolhimento e orientações.

Visitas e acompanhantes
Em relação às visitas aos pacientes que estão internados, por medida de segurança, elas foram temporariamente suspensas. Para que os familiares não fiquem sem notícias, o HGG está preparando um mecanismo para que haja a comunicação entra ambas as partes. Essas informações serão repassadas por WhatsApp ou por ligações institucionais, para aqueles pacientes que não possuírem telefone com o aplicativo.

Os pacientes internados nas enfermarias podem se comunicar com seus familiares por meio de aplicativos de mensagens de seus próprios aparelhos, já que o HGG disponibiliza wi-fi em toda unidade gratuitamente. Os que não possuem aparelhos com acesso a esse tipo de aplicativo, falarão com os familiares por chamada de vídeo que será realizada por celular ou tablet institucionais. No Centro de Terapia Intensiva (CTI) os pacientes que estiverem conscientes, também poderão se comunicar por chamadas telefônicas e/ou chamadas de vídeo com seus familiares por meio de auxílio dos profissionais de saúde. Além de possibilitar o contato via telefone, os médicos responsáveis pelos pacientes irão se comunicar diretamente com a família, para repassar as informações sobre o estado clínico do usuário, uma vez ao dia, por telefone.

Em relação aos acompanhantes, a liberação será apenas para pacientes com alta dependência, e a troca será realizada a cada 12 horas. Os familiares que apresentarem sintomas gripais não poderão permanecer como acompanhantes.

Consultas
Os pacientes que passam pelo Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), terão as consultas eletivas canceladas, com exceção dos que tenham a necessidade de troca de receita para medicamento de uso contínuo ou necessidade de avaliação médica após cirurgia recente. O HGG entrará em contato para o reagendamento de todas as consultas posteriormente. Os pacientes que ainda necessitem comparecer ao hospital são orientados, por meio de mensagens e ligações telefônicas, para que durante as consultas e exames levem acompanhante apenas para crianças e pacientes que tenham deficiências e limitações.

Para os casos de pacientes identificados como suspeitos no atendimento ambulatorial e admissão hospitalar, o HGG seguirá o fluxo de atendimento definido pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES).



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS