Goiânia, 27 de junho de 2017    




Notícias

(30/07/2014) Pacientes se divertem durante tarde de pinturas

Primeira oficina de arte do Hospital Alberto Rassi – HGG foi realizada nesta terça-feira, dia 29 de julho, com o professor da Escola de Artes Visuais, Alexandre Liah

Iniciativa inédita na rede pública do Estado, o Hospital Alberto Rassi – HGG, em parceria com a Escola de Artes Visuais/Secretaria de Estado da Cultura, ofereceu aos pacientes uma oficina de pintura do tipo óleo sobre tela, na tarde desta terça-feira, dia 29 de julho. O local escolhido foi o jardim interno, onde está localizada a árvore da Solistência (Solidão+Existência), que tem aos seus pés um poema de Guimarães Rosa.

Cerca de 20 pacientes de múltiplas especialidades participaram da oficina ministrada pelo artista plástico Alexandre Liah. Alguns chegaram um pouco resistentes com a ideia, já que nunca haviam tido tal experiência. Mas, com o passar do tempo, inspiração e cor não faltaram nos quadros.

“Essa tarde para mim foi muito especial. Pude me divertir e me alegrar. Iniciativas assim são importantes para nós, pacientes, que ficamos internados aqui para cuidar da saúde e isso ajuda muito no nosso tratamento”, agradece Marilza Pereira de Paula, de 40 anos, paciente do Programa de Cirurgia e Controle da Obesidade (PCCO) e que irá realizar a cirurgia bariátrica em poucos dias. “Esperei muito por essa cirurgia. Hoje eu vejo o quanto superei barreiras e aprendi”, comenta.

A estudante de Direito Rarielly Camila Bento Soares, internada para retirar uma pedra da vesícula, adorou participar do projeto e se sentiu motivada em dar seguimento à arte. “É um trabalho que nos incentiva e nos dá força para nos recuperar. Fico no quarto até um pouco desanimada e triste por conta da enfermidade, mas isso me animou muito”, ressalta. Quem partilha da mesma opinião é Verinha da Silva Lores. “Eu adorei demais ter pintado uma tela. Foi muito lindo”, diz a paciente que trata de uma hérnia.

Esterlinda Maria dos Santos, de 95 anos, foi a “xodó” do grupo e a primeira a chegar para a aula. Acompanhada pela neta, ela, que estava com o dedo machucado por conta de problemas na circulação, encantou a todos com seu quadro repleto de flores. “Aqui é melhor que hotel cinco estrelas! Nunca pensei ver um projeto assim, ainda mais em um hospital. Para minha avó que é hiperativa, poder pintar essa tela foi ótimo”, conta Cláudia Ferreira de Morais.

Para o artista plástico Alexandre Liah, a recompensa de sua participação foi encontrada no sorriso dos pacientes. “Estamos cumprindo o papel de levar qualidade de vida ao paciente. Uma vez que essas pessoas ficam no hospital, elas tendem a ficar estressadas, pois ficam em um quarto. E nada mais justo do que levar música e arte a eles”, considera. O professor acredita que o momento que estavam se exercitando e criando, eles se esqueceram da doença.

Liah destaca ainda que, durante a oficina, foi mais aluno do que professor. “Eu pude aprender várias coisas com eles. Você pode ver o exemplo de Esterlina, que quase centenária, desenhou com destreza, sem nunca ter desenhado antes. Me deparei aqui com alguns que desenharam de um jeito que, com certeza, vou utilizar sua técnica em minhas obras. Não são só eles que aprendem com isso. E isso é o que nos motiva a ter o espírito renovador”, completa.

Lili Moreira, coordenadora do projeto Arte no HGG, analisou as obras e encontrou algo semelhante entre todos: as cores. “Olhem bem o quanto esses quadros estão coloridos. Isso significam que todos estão felizes por dentro e souberam expressar isso na arte. Não há como não se apaixonar por projetos que fazem tão bem aos nossos pacientes”, conclui.

Oficinas de Arte
A parceria com a Escola de Artes Visuais foi firmada junto à Secretaria de Cultura do Estado. “Por meio de projetos como o Sarau do HGG e Arte no HGG, que estão inseridos na Política de Humanização Hospitalar, estamos conseguindo deixar o hospital mais acolhedor e ainda, contribuindo para o bem-estar não só dos pacientes, mas também dos colaboradores”, disse o coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero.

A oficina de arte acontecerá quinzenalmente no HGG. A cada edição, obras serão escolhidas para serem exibidas em uma futura exposição.

Benefícios da arte
- Estudos mostram que as artes agem como vetor acelerador na recuperação da saúde;
- Estimula a criatividade e a reflexão;
- Amplia o conhecimento do público sobre arte;
- Estimula o interesse pela cultura.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700