Goiânia, 01 de maio de 2017    




Notícias

(12/08/2014) Pacientes do HGG comemoram Dia dos Pais com visita do Semeadores da Alegria

Grupo de trabalho voluntário entregou cartões comemorativos para os pacientes papais da unidade, além de cantar e tocar músicas com mensagens de apoio

O Hospital Alberto Rassi – HGG recebeu no último sábado, dia 9, a segunda visita do grupo Semeadores da Alegria. Desta vez, a ação voluntária foi marcada pela distribuição de cartões comemorativos ao Dia dos Pais, celebrado no segundo domingo do mês de agosto, dia 10. O grupo percorreu as alas das enfermarias e também o Centro de Terapia Intensiva do hospital, levando diversão e música para àqueles que não puderam passar a data com os filhos em casa.

Martinho Cecílio dos Santos, de 69 anos, é pai de quatro filhos, avô de 13 netos, e bisavô de três bisnetos. Fiel representante da classe paterna, o lavrador conta que esta é a primeira vez em toda a sua vida que fica internado em um hospital. Internado há cinco dias para uma cirurgia de hérnia, ele explica que é o piadista da família e aonde chega gosta de levar a alegria. “Não gosto daquele clima de velório, sabe? Agora que estou internado aqui só fiquei feliz agora que vocês chegaram.”

Quem também se emocionou com a presença dos voluntários e o cartão de homenagem foi o paciente Wanderley Alves. Pai de quatro filhos com idades entre 37 e 30 anos, ele está internado há 20 dias no HGG para tratar complicações de uma cirurgia de vesícula, realizada em outra unidade de saúde. Questionado sobre como seria passar o Dia dos Pais longe da família, apenas o chorou soou. “Eles trabalham, não tem como virem me ver, e meus netos não podem entrar porque são pequenos ainda”, se emociona.

Semeadores da Alegria
Formado por jovens ligados à Arquidiocese de Goiânia, o grupo desenvolve ação em várias unidades hospitalares da capital. No HGG, o trabalho teve início no dia 2 de agosto. Os integrantes possuem caracterização peculiar, se vestindo de jalecos brancos e rostos pintados de palhaços. Durante o tempo em que permanecem no hospital, o grupo toca músicas com mensagens positivas e fazem, ainda, desenhos com balões.

De acordo com Marielle de Carvalho, estudante universitária e integrante do Semeadores da Alegria, conta que antes de trabalhar voluntariamente nos hospitais ela tirava o tempo vago para o lazer com o namorado e familiares. Entretanto, ela pontua que desenvolver ações do tipo tem sido um grande aprendizado. “O trabalho voluntário é doar o amor e receber o amor das outras pessoas. Muitas vezes essas pessoas que estão internadas em hospitais não precisam de nenhum bem material, somente o carinho do próximo mesmo”, completa.



Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700