Goiânia, 24 de abril de 2017    




Notícias

(20/08/2014) Arte no HGG recebe obras de Selvo Afonso e Argus Ridan

Os artistas plásticos reúnem seus acervos nas exposições “Os Anjos do Brasil” e “Cidades que encantam”, no projeto que usa a arte como terapia alternativa para pacientes

O projeto Arte no HGG recebe nesta quinta-feira, 21 de agosto, sua terceira exposição. Desta vez, o Hospital Alberto Rassi será palco das obras dos artistas plásticos Selvo Afonso e Argus Ridan. A vernissage da mostra acontece às 19 horas, na unidade.

De um lado está o retrato das origens: negros, mulatos, índios e caboclos. De outro, estão grandes metrópoles que se misturam às cores e ganham vida em quadros espelhados, como Paris, Veneza, Inglaterra e cidades brasileiras. Enquanto Selvo Afonso em “Os Anjos do Brasil” apresenta a diversidade das raças humanas, Argus Ridan exibe a elegância de cenários reconhecidos a partir de fotografias em “Cidades que encantam”.

Com técnicas distintas, os artistas conquistam amantes da arte, seja pelo requinte ou simplicidade de suas obras. Selvo, que já possui mais de 20 anos de carreira, conta com técnicas baseadas em spray, estamparia e tinta acrílica para dar vida aos personagens no estilo próximo ao hiperrealismo. Já Argus é famoso pela técnica que envolve bisnagas em quadros dos mais diversos tamanhos.

Selvo Afonso, que possui mais de 35 anos de carreira, é natural de Goiânia e traz em sua bagagem mais de 30 exposições individuais e 70 coletivas que passaram pela capital, Salvador, Belo Horizonte, Brasília e outras cidades do País. Formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em Artes Visuais, Selvo aposta na versatilidade e procura trazer em suas obras vertentes pouco exploradas quando o assunto é raça. “Participar do Arte no HGG é uma experiência completamente nova. Esse projeto me despertou a atenção quando fui prestigiar a exposição da Helena Vasconcelos. Eu pude sentir a sensação das pessoas olhando os quadros e isso é muito gratificante”, conta Selvo.

Argus Ridan, hoje com 13 anos de carreira, foi aprendiz de Selvo, quando trabalhou em seu ateliê como ajudante. Desde então, amando a arte, ele passou a criar obras com mulheres africanas, que lhe renderam prêmios, convites e exposições, como na Assembleia Legislativa e Palácio das Esmeraldas. Há cerca de nove meses, o artista, à pedido de uma arquiteta, começou a se dedicar a um trabalho diferente: o de usar 20% de uma fotografia e retrabalhá-la em telas utilizando tintas e espelhos. “Espero despertar nas pessoas a vontade e a curiosidade de conhecer um dia esses lugares que eu retrato nas minhas obras”, completa Argus.

Para os artistas, o trabalho social age com uma importante ferramenta na construção da cultura. “Esperamos que as pessoas gostem das nossas obras e se identifiquem com elas”, pontua os artistas.

“Os Anjos do Brasil” e “Cidades que encantam” ficarão à disposição do público até o dia 17 de outubro. Quem quiser prestigiar as exposições, basta ir até o HGG, que fica na Avenida Anhanguera, no Setor Oeste, entre as 08 e 18 horas.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700