Goiânia, 30 de maio de 2017    




Notícias

(29/08/2014) Heróis de Botequim e Baú Novo fecham programação de aniversário do Sarau do HGG com samba

Dupla apresentação levou para os usuários e colaboradores clássicos do gênero brasileiríssimo. Última edição aconteceu no dia em que se comemora o Dia do Voluntariado

No dia em que se comemora o trabalho voluntário, o Hospital Alberto Rassi – HGG recebeu edição especial do Sarau do HGG. Nesta quinta-feira, dia 28, fechando a programação mensal do primeiro aniversário do projeto que leva música ao ambiente hospitalar, dois grupos regionais de samba se apresentaram: Heróis de Botequim e Baú Novo. O show aconteceu no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), e contou com a participação de pacientes internados nas enfermarias e que aguardavam pela consulta médica, além de acompanhantes e colaboradores.

Os primeiros a pisarem no palco foram os Heróis de Botequim. Acostumados a se apresentarem na noite goiana, o grupo levou repertório composto por Demônios da Garoa, Chico Buarque e canções de própria autoria. Autointitulado de samba alternativo, o grupo Baú Novo se apresentou depois e confirmou esse estilo musical, levando releituras de músicas conhecidas do grande público, reinventando até mesmo o clássico “Garçom”, de Reginaldo Rossi.

Eurípedes Vieira, que aguardava pela consulta no AMA com o médico endocrinologista, é exemplo de que as apresentações surtiram o efeito esperado e levantou o astral de quem as assistiu. A aposentada não ficou tímida diante dos demais pacientes e soltou os pés no samba. “O médico até atrasou e eu não percebi. Na verdade, achei foi ruim a hora que ele me chamou para o consultório, porque aí eu perdi metade do show. Eu gosto de samba, gosto de festa, gosta de estar no meio das pessoas, eu gosto é de gente animada assim”, disse.

Denise Matias está internada no HGG para realizar a tão sonhada cirurgia bariátrica. Ela, que é assistente social, acredita na iniciativa de levar a música para o ambiente hospitalar, já que ajuda os pacientes a tirarem o foco da doença. “Isso é muito gratificante. Vocês podem observar que todos estão se divertindo, com certeza nem se lembram que estão com algum problema de saúde.”

Formado por Alex Formiga, Diogo Noleto, Gilberto Lima e Guilherme Noleto, os Heróis de Botequim levam este nome em homenagem aos grandes mestres do samba brasileiro. Com visual diferenciado, os músicos se apresentam usando um chapéu Panamá e camisas listradas. Guilherme Noleto explica que o grupo surgiu entre amigos e não tinha a pretensão de tomar a proporção que tem hoje. “Eu fui um dos fundadores do grupo e posso dizer que foi uma brincadeira de adolescente que deu certo, hoje todos nós vivemos da música”, esclarece.

Segundo Noleto, embora os Heróis de Botequim nunca tenham se apresentado em um hospital, eles já realizaram diversos shows beneficentes. “Foi uma experiência muito emocionante ver as pessoas em recuperação, não sei a história deles, mas eles estavam com a atenção voltada para nós, acompanharam a música. A gente recebeu e devolveu uma energia muito positiva, foi único.”

Recentemente criada, no ano de 2012, o Baú Novo conta com uma formação de sete integrantes: Deny Robert, Kátia Helenice , Waguinho, Rozinaldo Miranda, Pedro Jordão, Muryllo Gomes e Anderson Vinícius. Um dos vocalistas, Deny Robert conta que não acreditava que a receptividade iria ser tão grande e que se surpreendeu. De acordo com ele, a música é uma forte aliada no processo de recuperação de alguma enfermidade, e que o grupo espera ser convidado outras vezes para participar do projeto. “Parece com uma explosão de alegria, a galera põe tudo para fora, não sei se por estar há muito tempo dentro do hospital ou por chateação de estar doente. Foi fantástico”, completa.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700