Goiânia, 27 de abril de 2017    




Notícias

(15/10/2014) Praça do Bandeirante recebe segunda edição do CTI em Ação

Nesta quinta-feira, 16 de outubro, quem passar pelo local poderá conhecer detalhes sobre o funcionamento de uma UTI

Para algumas pessoas, receber a notícia de que um ente querido deverá ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é o mesmo que dizer que ele tem poucos dias de vida. Enquanto que, na realidade, o paciente receberá no Centro de Terapia Intensiva o máximo de cuidados e atenção especial para recuperar sua saúde.

E para desmistificar o pensamento de que a UTI é um lugar de morte e mostrar que o local pode e deve ser mais humanizado, o Hospital Alberto Rassi – HGG levará para a Praça do Bandeirante, nesta quinta-feira, 16 de outubro, um leito de UTI – com todos os equipamentos utilizados – e profissionais que atuam na área para explicar em ricos detalhes o funcionamento e as atividades realizadas.

De acordo com o responsável técnico do CTI do HGG, Marcelo Rabahi, além de equipamentos de ponta, a humanização é capaz de transformar o CTI em um local mais acolhedor. No HGG, especialmente, existem obras de arte nas paredes, a utilização de cores vivas em enxovais e cobertores, além de televisores para os pacientes que estão em estado de consciência para ajudar a passar o tempo, e ambientes com iluminação solar para que o enfermo tenha noção de quando é dia e quando é noite. “Tudo isso, sem dúvidas, conta positivamente para a recuperação. E não podemos esquecer também projetos importantes como o Sarau, a Capelania Hospitalar e a visita dos Semeadores da Alegria, que fazem a diferença no tratamento humanizado”, explica.

A Praça do Bandeirante receberá tudo o que existe de aparelhos em uma UTI e que são utilizados para cuidar atentamente de pacientes que estão recuperando a saúde, como por exemplo, a cama com colchão pneumático – que é utilizado para prevenir escaras – aparelhos respiradores, de medição arterial e vários outros. Além dos equipamentos, todos os profissionais envolvidos nesta área hospitalar estará presente para mostrar suas rotinas à população.

Quem passar pelo local poderá também será convidado a fazer o desafio de higienização das mãos. “As pessoas pensam que por verem as mãos sem sujeira, significa que as mesmas estão totalmente limpas, o que não é verdade. A caixa reveladora vai mostrar para eles o quanto nossas mãos ficam sujas com micro-organismos que não são visíveis a olho nu”, explica a enfermeira da Seção de Educação Continuada, Fabrícia Cândida.

Vale ressaltar que o procedimento de lavagem das mãos é executado diariamente antes das visitas dos parentes no CTI. “Através das psicólogas, que repassam informações sobre a condição do ente querido na Sala de Acolhimento da Família, todos recebem as orientações de lavar a mão corretamente, utilizando o sabão e o álcool gel. Isso protege não somente o visitante, mas também o paciente, que já está internado recuperando a saúde”, finaliza.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700