Goiânia, 24 de setembro de 2017    




Notícias

(27/10/2014) HGG promove ação para lembrar Dia Mundial da Psoríase

Evento será realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e vai reunir pacientes que tratam a doença no Hospital Alberto Rassi – HGG, além de usuários do Ambulatório de Medicina Avançada – AMA

Para lembrar o Dia Mundial da Psoríase, o Hospital Alberto Rassi – HGG promove nesta terça-feira, dia 28, palestra educativa para orientar os usuários do Ambulatório de Medicina Avançada – AMA. O evento será realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), e terá participação de pacientes que fazem o tratamento contra a doença pela unidade hospitalar, além da distribuição de materiais informativos. A doença atinge cerca de 3% da população brasileira e tem origem genética.

A chefe do Serviço de Dermatologia, Sulamita Costa, explica que as principais características da doença são as lesões avermelhadas e descamativas na pele, que aparecem com mais frequência no couro cabeludo, cotovelos, mãos, pés e joelhos. De acordo com ela, além da predisposição familiar, a doença pode ser desencadeada também por fatores emocionais, estresse, infecções, alcoolismo, tabagismo e uso de alguns medicamentos.

Apesar de não ter cura, a doença pode ser bem controlada. De acordo com Sulamita, além dos medicamentos de uso tópico, antiiflamatórios e outras terapias, o portador da doença deve também balancear a alimentação com uma dieta rica em fruta e vegetais, e pobre em alimentos inflamatórios, como os condimentos e refrigerantes. “A ingestão de gordura e álcool sobrecarrega o fígado, o que resulta no acúmulo de toxinas no sangue. É importante valorizar essa questão da dieta, sobretudo a ingestão do álcool, que deve ser totalmente cortado da alimentação de quem tem a psoríase”, ilustra a dermatologista.

Embora a psoríase não seja contagiosa, a especialista alerta que é importante esclarecer e orientar a população para desmistificar a doença, daí a importância de eventos como este. Isto porque as pessoas utilizam durante anos medicamentos corticoides, sem saber que na verdade a irritação na pele não se trata de uma alergia, mas sim de psoríase. “É fundamental que as pessoas procurem um dermatologista para diagnosticar corretamente a doença e começar de imediato o tratamento.”


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700