Goiânia, 21 de julho de 2017    




Notícias

(25/11/2014) Colaboradores do HGG participam de bate-papo sobre sexualidade

Especialistas do Núcleo de Orientação Interdisciplinar em Sexualidade (Nois) falaram com homens e mulheres que trabalham no Hospital Alberto Rassi – HGG sobre os principais problemas que acometem a saúde sexual

O Núcleo de Orientação Interdisciplinar em Sexualidade (Nois) do Hospital Alberto Rassi – HGG promoveu nesta sexta-feira, dia 21 de novembro, um bate-papo com colaboradores sobre sexo. Separadamente, homens e mulheres tiraram suas dúvidas sobre os principais problemas que afligem a sexualidade. Com as mulheres, o principal tema trabalhado foi a falta desejo sexual, já com os homens as disfunções. Para divulgar o evento, um Don Juan percorreu o hospital jogando charme por onde passava.

Sandra Portela, ginecologista e sexóloga do Nois, falou às colaboradoras sobre os principais fatores que levam a mulher a não ter o desejo sexual, entre eles a falta de intimidade entre o casal e instabilidade do relacionamento. De acordo com ela, o homem tem uma visão totalmente diferenciada da mulher quando o assunto é sexo. “Desde pequeno o homem é incentivado a se tocar, e ter a primeira relação. Já para a mulher, a situação é contrária, ela é repreendida se toca o próprio corpo”, disse.

Agente de serviços complementares do Centro de Terapia Intensiva (CTI), Nilda Avelar, de 53 anos, foi participativa durante o bate-papo. Ela contou que quando soube do encontro com as especialistas do Nois, se interessou em participar para tirar suas dúvidas a respeito do assunto. “Eu conseguir solucionar muitas dúvidas que eu tinha sobre o meu relacionamento com meu esposo. Eu percebi que preciso de uma ajuda profissional, e quero muito entrar para o programa”, comentou.

Embora não tenha tido muita adesão entre os homens que trabalham na unidade hospitalar, o bate-papo masculino foi conduzido pelo urologista Paulo Tadeu. Ele falou aos participantes sobre as principais disfunções eréteis, ejaculação precoce e outros problemas que acometem a saúde sexual do homem. “Foi muito interessante o nosso encontro, apesar de termos pouca participação. Mas, isso é normal, porque a maioria dos homens se sente constrangida quando o assunto são os problemas sexuais”, lamentou.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700