Há 14 anos na hemodiálise, paciente ganha rim de Santa Catarina



Procedimento foi realizado na madrugada desta quinta-feira, dia 8 de janeiro, pelo Hospital Alberto Rassi – HGG. Jânia da Silva Guimarães sofre de problemas renais desde a gestação da única filha

O Hospital Alberto Rassi – HGG realizou na madrugada desta quinta-feira, dia 08 de janeiro, o transplante renal da paciente Jânia da Silva Guimarães, de 32 anos. Na fila de espera pelo órgão há quase um ano, a paciente recebeu um rim de um doador de Santa Catarina, que teve morte encefálica depois de um acidente automobilístico. O órgão chegou de avião na tarde de ontem em Goiânia.

Jânia conta que realiza hemodiálise há 14 anos, e que a insuficiência renal surgiu por causa das complicações que teve durante a gestação da sua única filha. De acordo com a dona de casa, ela desenvolveu eclampsia, e durante o parto teve hemorragia, e também parada cardiorrespiratória. “Quando eu voltei da sedação do parto eu já estava na hemodiálise”, lembra.

Segundo a paciente, a Central de Transplantes do Estado de Goiás ligou para a sua residência na manhã desta quarta para dar a notícia do doador. Para ela, segurar a emoção e a alegria foi difícil. “Eu chorava tanto que a minha filha achou que alguém havia morrido. Estou nervosa e ansiosa, não esperava que fosse receber esse rim tão cedo”, comenta.

Participaram da equipe de transplantes cerca de oito médicos (urologia, nefrologia e anestesiologia). Quando a Central de Transplantes comunicou sobre o surgimento do potencial doador, o HGG, hospital habilitado pelo Ministério da Saúde para este tipo de procedimento, se preparou para a realização do transplante.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS