Goiânia, 12 de dezembro de 2017    




Notícias

(20/01/2015) Paciente faz aniversário no dia do Sarau do HGG e recebe bolo e serenata

Cantoria aconteceu na última quinta-feira 15 de Janeiro e emocionou os pacientes, com o músico Paulo Régis

O Sarau do Hospital Alberto Rassi – HGG desta quinta-feira 15 de janeiro ficou marcado para as pessoas que o vivenciaram. O músico Paulo Régis participou pela primeira vez e percorreu todas as alas do hospital, inclusive o Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Durante todo o Sarau, as músicas mais pedidas eram músicas evangélicas e religiosas. “Faz um milagre em mim” e “Sonda-me” estão entre as canções que emocionaram os pacientes, acompanhantes e colaboradores.

O paciente João Marcelo Sousa que completava 62 anos no mesmo dia ganhou uma serenata da comitiva do Sarau e da equipe multidisciplinar que preparou uma surpresa para ele. Além do presente de ter saído do CTI após dois meses e meio internado, o paciente recebeu um mini-bolo em comemoração ao seu aniversário que foi elaborado pelo Serviço de Nutrição do hospital. E para completar a festa, o músico Paulo Régis que andava pelos corredores alegrando o Sarau do HGG, fez uma serenata para o aniversariante.

Quando a equipe multiprofissional e o músico entraram cantando o “Parabéns pra você”, o paciente mesmo debilitado começou a bater palmas e a fazer festa. Ainda um pouco fraco e com problema na audição, João Marcelo agradeceu a todos. “Muito obrigado. Melhor que esse aniversário, só outro desse. Eu nasci de novo. Voltei do CTI na sexta-feira e tenho que agradecer a Deus e a esta equipe maravilhosa”, disse. E quando os olhos começaram a marejar, tratou logo de mandar a tristeza embora. “Hoje é dia de falar de coisa boa”.

E falando em coisa boa, o paciente Carlos Alberto de 52 anos que está internado tratando uma insuficiência cardíaca, mostrou que é um músico de primeira. Quando a turma do Sarau entrou no quarto que ele estava, fez questão de dizer que toca violão e canta. “O que eu sei, aprendi sozinho. Essa tal de partitura eu não sei ler, é como se estivesse lendo grego”, disse. O paciente pediu o violão emprestado e relembrou a época que participava de uma banda em Brasília-DF. A música escolhida foi “Vila do Sossego”, do Zé Ramalho. Ao final da apresentação, recebeu palmas do cantor Paulo Régis e da equipe que dividia o quarto com ele.

Outro paciente que também é fã do Zé Ramalho, Wilson Lopes Teixeira de 48 anos soltou o gogó. Ele está internado há 20 dias por causa de uma cirrose e fez questão de fazer o pedido musical. “Chão de giz, é a melhor”, disse. Quando Paulo Régis começou com os primeiros acordes, ele acompanhou com o vozeirão de quem já estava acostumado a cantar. “Eu cantava nos bares em Piranhas-GO, onde moro. O meu artista favorito sem dúvidas é o Zé Ramalho”, enfatizou. E finalizou com um elogio. “Esse barulho do Sarau é bom demais. Traz alegria pra gente que está internado”.

No CTI, a emoção veio de todos os lados. A maioria dos pacientes estava consciente e acordada e acompanhava com lágrimas as músicas entoadas pelo cantor. Alguns pacientes como a Alicardina Gonçalves Pires de 60 anos respondia apenas com sorriso e lágrimas nos olhos. Ela está internada devido a uma insuficiência respiratória e respondeu balançando a cabeça que queria tirar uma foto com o cantor.

Além de ser a primeira vez que participou do Sarau, também foi a primeira vez que o músico Paulo Régis entrou em um CTI. “Ter entrado pela primeira vez no CTI foi muito importante para a minha vida. Ali eu vi que a música consegue chegar aonde o remédio não chega. Nós levamos através da música, paz e alegria para aquelas pessoas. Os pacientes pediam para que nós ficássemos mais tempo cantando para eles. Foi uma emoção indescritível. Espero voltar mais vezes”, finalizou o cantor.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700