Goiânia, 29 de maio de 2017    




Notícias

(28/01/2015) Delesmano Alves, Dener Bruno e Michel Humorista levaram alegria na segunda edição do “Riso no HGG”

O show de humor aconteceu na última terça-feira 27 de janeiro e reuniu humoristas conhecidos do público goianiense

O “Encontro de Humoristas” no Hospital Alberto Rassi – HGG mudou a rotina do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), na última terça-feira 27 de janeiro. No lugar onde o público aguarda por consulta, os pacientes, acompanhantes e colaboradores se espalharam pelo ambiente aguardando a atração da noite. E a animação tomou conta dos corredores. Os artistas Delesmano Alves, Dener Bruno e Michel chegaram com uma hora de antecedência. Bastante receptivos, antes do show, passearam pela unidade hospitalar e tiraram fotos com os colaboradores principalmente com as “enfermeiras bonitas”, como disse Delesmano, todo animado, sempre pronto para fazer uma graça.

O primeiro a se apresentar foi o goiano Dener Bruno. Ele subiu no palco e fez um stand-up repleto de histórias do cotidiano do povo goiano. Falou do tio que vende pamonha no carro de som, da viagem dos goianos para Caldas Novas-GO, da escala que eles sempre fazem em Piracanjuba para comer o famoso quibe da região, da vida no Eixo-Anhanguera, entre outros.

Logo depois, Michel Humorista encarnou o seu personagem mais famoso, o Zé Golinho, que atualmente faz uma participação no programa Balanço Geral da TV Record. No “Encontro de Humoristas”, ele é o único que se caracteriza. Com um olho roxo, um paletó sujo e rasgado, com um sapato no pé e um chinelo no outro e carregando uma identidade enorme no pescoço, o Zé Golinho arrancou boas gargalhadas dos pacientes. “Gente, eu larguei a bebida”, e o companheiro de palco Dener perguntou como ele havia conseguido. E o bêbado tratou logo de responder.“Eu larguei a bebida, só não sei aonde”. A plateia adorou a piada e bateu palmas para a dupla.

Delesmano foi o terceiro a se apresentar. Muito conhecido do público goiano, ele levou para o HGG os personagens que imita nos programas da Rádio Interativa e Positiva FM. Entre eles, o mais querido, o Prefeito Pires Rezende, que é uma sátira ao ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende. Outra imitação muito aplaudida foi a do locutor Lázaro Santos, que apresenta um programa sertanejo em uma rádio de Goiânia.

No reta final do espetáculo, os três humoristas se reuniram, mas desta vez, o Michel se caracterizou de Mano Zoinho, um bandido corintiano que conta suas histórias dentro do presídio. Mano Zoinho e o comparsa, que no caso é interpretado pelo Delesmano, utilizam gírias comuns no mundo da bandidagem como, “nóis é comédia”, “nóis é doido demais”, “nóis não fica em presídio não, lá nóis fica em condomínio fechado”, entre outros.

Joseli dos Santos de 53 anos internou no mesmo dia do show para realizar uma cirurgia no quadril. Ela disse que gostou bastante a ainda descobriu que o Michel Humorista é primo dos filhos dela. “Foi muito engraçado! Eu estava muito triste hoje cedo, quando cheguei para internar, mas depois desse show eu me diverti bastante. E o Michel é primo dos meus filhos, então fiquei mais feliz ainda. Esse dom de ser engraçado ele puxou da avó, que é uma figura”, disse.

O adolescente Lucas Soares Gomes de 15 anos filmou uma boa parte do show pelo celular. Internado desde o dia 22 janeiro para fazer um procedimento no esôfago, ele disse que na cidade onde ele mora não tem hospitais desse jeito. “Eu sou da cidade de Almas, no Tocantins. Lá não tem esses shows para os pacientes. Eu não conhecia os humoristas, mas adorei. Eles são ótimos”, enfatizou. A mãe dele, Neiva Pires Soares de 49 anos disse que os hospitais do Brasil deveriam seguir o exemplo. “A gente fica aqui tão triste, angustiado, sem saber o que fazer. Quando têm esses shows de música e de humor, o tempo passa mais rápido e faz a gente esquecer da doença”.
No final do show, os humoristas tiraram fotos e atenderam o público.

Michel Humorista disse a receptividade foi maior do que eles esperavam. “Muito sorriso, muita alegria. Acho que conseguimos motivar as pessoas que assistiram ao show. Parabéns ao hospital e queremos voltar em outras oportunidades”. Delesmano disse que poder levar alegria aos pacientes é muito bom. “Eu tenho um encantamento especial por idosos e crianças, que são mais frágeis. E vê-los na plateia, sorrindo e batendo palmas traz uma satisfação muito grande. Foi muito emocionante participar desse projeto”, finalizou. Dener Bruno compartilhou da mesma opinião. “É muito bom poder levar alegria às pessoas que precisam. Nós saímos daqui com as forças renovadas para continuar batalhando pelos nossos sonhos e principalmente pela vida”, disse.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700