Goiânia, 24 de agosto de 2017    




Notícias

(13/02/2015) Chorinho embala tarde no HGG

Os músicos Rozinaldo Miranda e Pedro Jordão participaram do Sarau do HGG na tarde da última quinta-feira, 12 de fevereiro

“Vocês deveriam trazer música para o hospital todos os dias. As pessoas que estão internadas necessitam disso”. Foi essa a resposta da profissional autônoma Dalvaci Avelino de Oliveira, que está acompanhando uma conhecida, quando foi questionada se estava gostando do Sarau. Na tarde da última quinta-feira, 12 de fevereiro, os músicos Rozinaldo Miranda e Pedro Jordão levaram para os pacientes, acompanhantes e colaboradores do Hospital Alberto Rassi – HGG, canções de chorinho que embalaram o fim de tarde na unidade.

Durante duas horas, os “chorões”, como são conhecidos os músicos que esse estilo, apresentaram músicas conhecidas do público como “Garota de Ipanema”, “Brasileirinho” e “Tico-tico no Fubá”. Antes de começarem a apresentação, a dupla explicava para a plateia a história de cada canção. Concentrados no balanço do choro, os pacientes olhavam curiosos e respondiam aos músicos com aplausos.

O desenhista Hanleto Noleto Lima apareceu no corredor timidamente e logo estava sentado para ouvir as belas canções. Ele está internado no HGG para tratar de insufiência renal e disse que a arte tem que ser usada no tratamento dos pacientes. “Eu estava deitado e quando ouvi os primeiros acordes do violão resolvi acompanhar. Eu trabalho com arte e acredito muito que ela ajuda na recuperação. Antes dos músicos chegarem, o nosso entretenimento era a televisão. Mas a música é muito melhor”, disse.

O casal Marlise Brito de Abreu e Mário Campos recebeu uma homenagem dos músicos. Eles assistiram a apresentação de mãos dadas. A dona de casa Marlise acompanha o marido Mário que é músico aposentado e está fazendo tratamento no hospital. Ele conta que tocou trompete por 42 anos, mas teve que parar porque não enxergava mais a partitura e não conseguia acompanhar a banda da igreja. Muito emocionado, ele disse apenas que aquela tarde estava sendo muito especial.

O funcionário público Sebastião da Silva Martins, visitava o irmão e disse que a gestão do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) modificou totalmente a qualidade dos serviços. “Eu conheci o HGG antes e depois do Idtech. Não tem comparação. Essas obras de arte que ficam espalhadas pelos corredores, essa música que acalma a gente. Realmente estão de parabéns”, enfatizou o funcionário público.

Pedro Jordão disse que utilizar o dom que ele tem para levar alegria para as pessoas é realmente muito gratificante. “Foi muito bom. A sensação de estar tocando para pessoas que estão internadas, principalmente para as pessoas de terceira idade que ficam acompanhando as notas e olhando para a gente, não tem preço. Vamos combinar de trazer o nosso grupo de chorinho completo”. Rozinaldo disse que sentiu a energia do público e saiu renovado. “Já conhecia o trabalho realizado no HGG. Tocamos aqui com o Baú Novo no ano passado e uma professora também já tocou aqui. É fantástico esse trabalho. Queremos voltar mais vezes”, finalizou o músico.


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700