Goiânia, 25 de maio de 2017    




Notícias

(07/05/2015) Fernando Krebs realiza vistoria HGG

Promotor de Defesa do Patrimônio Público visitou os principais pontos do hospital e sanou dúvidas quanta à administração e aplicação dos recursos

O promotor de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), Fernando Krebs, realizou na manhã desta quinta-feira, dia 7 de maio, uma vistoria no Hospital Alberto Rassi – HGG. Ele foi acompanhado pelas representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (SindSaúde), Luzinéia Vieira e Irani Almeida. A comitiva conheceu os principais pontos do hospital e a visita teve duração de quase quatro horas. Ao final, o promotor reconheceu a melhora da estrutura física e condições de trabalho.

A vistoria teve início na Farmácia da unidade hospitalar, onde o promotor fez questionamentos à diretoria do hospital sobre o sistema de compras de medicamentos utilizado pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), Organização Social gestora do HGG. Acompanhado pelos coordenadores da organização social e diretores do HGG, Krebs foi informado sobre a plataforma eletrônica de compras, que permite mais transparência e imparcialidade nas aquisições.

Depois a comitiva seguiu para a área onde estão o abrigo de resíduos e caldeiras. Com a nova gestão, o HGG passou a contar com um efetivo Plano de Gerenciamento de Resíduos, inclusive com estratégia para o caso de interrupção do serviço público de coleta de lixo hospitalar e comum. Também na área ambiental, foram substituídas as caldeiras movidas à óleo diesel por outras a vapor, o que garantiu o fim da poluição destes equipamentos.

O HGG foi o primeiro hospital a implantar o serviço de Hotelaria Hospitalar. Neste espaço, Fernando Krebs pode conhecer alguns dos investimentos do Hospital para atender as exigências da Organização Nacional de Acreditação (ONA). Antes, as compressas cirúrgicas eram reutilizadas e os campos cirúrgicos (enxoval que cobre o paciente no momento da cirurgia) eram costurados no caso de rasgos ou furos. Atualmente, estes materiais precisam ser descartados nestas hipóteses, como uma medida para se evitar o aumento dos índices de infecção hospitalar.

Na Central Humanizada de Internação (CHI), Krebs conheceu o fluxo de regulação dos pacientes e o perfil hospitalar. Também foram visitadas a Central de Relacionamento, a Assessoria de Tecnologia da Informação, Serviço de Capelania Hospitalar, Ambulatório de Medicina Avançada – AMA, enfermarias e por último o Centro de Terapia Intensiva e Centro Cirúrgico. Chamou a atenção do promotor o fato do hospital ser uma unidade com rede Wi-Fi e disse ser uma boa iniciativa tanto para pacientes quanto colaboradores.

O promotor também foi informado sobre os projetos voltados para a humanização hospitalar, um dos maiores destaques da Instituição. Músicos, artistas plásticos e humoristas, com o apoio da equipe de profissionais de saúde, têm levado voluntariamente shows musicais, oficinas de arte e apresentações de humor para o HGG.

Melhorias
“Inegavelmente houve uma melhora na apresentação do hospital e nas condições de trabalho, e isso tem surtido efeito na qualidade do serviço ofertado. Me parece que a OS consegue fazer uma gestão melhor que a histórica do Estado”, avaliou. Ainda segundo o promotor, a vistoria é somente parte do processo, já que o Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio vai cruzar também os dados fornecidos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com Krebs, a vistoria foi motivada por denúncias de que o aumento nos repasses financeiros do governo às Organizações Sociais não implicaria em aumento de atendimentos. Ele comenta que todos os hospitais geridos por OSs serão vistoriados, mas que o HGG foi o primeiro por causa do convite espontâneo da coordenação do Idtech.

Os coordenadores do Instituto estiveram no mês de abril em seu gabinete para esclarecer que os recursos foram aplicados para a melhoria da assistência, que alcançou o título de hospital acreditado (até então inédito na rede pública no Centro-Oeste). A denúncia partiu do deputado de oposição ao Governo José Nelto.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700