HGG realiza captação de rins e córneas



Procedimento foi realizado por dois médicos da Central de Notificações, Distribuição e Captação de Órgãos do Estado de Goiás (CNCDO/GO) em paciente diagnosticado com morte encefálica

Na tarde da última quarta-feira, 3 de junho, dois médicos da Central de Notificações, Distribuição e Captação de Órgãos do Estado de Goiás (CNCDO/GO) utilizaram o Centro Cirúrgico do Hospital Alberto Rassi – HGG para a captação de órgãos e tecidos de um doador diagnosticado com morte encefálica.

Segundo o gerente do Centro Cirúrgico do HGG, Alexandre Detlef Richter Filho, a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HGG forneceu todo o apoio para a Central. “Quando existe a captação, a CIHDOTT oferece todo o apoio logístico para a equipe captadora. O procedimento teve duração de mais de três horas e foi realizado com sucesso”.

A doadora era uma mulher de 32 anos. Foi possível captar os dois rins e as córneas da paciente que foi diagnosticada com morte encefálica no Hospital São Lucas. Com essa captação, será possível beneficiar pelo menos três pessoas. “Os rins foram destinados a pacientes que aguardam na fila de transplantes renais no Estado de Goiás. Já as córneas foram para o Banco de Olhos de Goiás. Atualmente o HGG é o único hospital de referência para a captação de múltiplos órgãos e tecidos no Estado”.

Apesar do HGG oferecer toda a estrutura para a captação de órgãos e tecidos, esse foi o primeiro procedimento realizado em 2015. “Ainda existem muitos motivos que fazem com que o número seja baixo como a aceitação da família que o paciente está em morte encefálica, o diagnóstico de morte encefálica acontece muitas vezes de forma tardia e além disso muitos pacientes não possuem condições de doar”.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS