Goiânia, 25 de junho de 2017    




Notícias

(17/06/2015) Portaria normatiza descarte de resíduos químicos

A partir deste mês de junho, as chefias que encaminharem produtos vencidos para descarte, deverão apresentar justificativa

Está em vigor desde o dia 1º de Junho de 2015 a Portaria nº 0199/2015 que dispõe sobre o descarte de resíduos químicos do Hospital Alberto Rassi – HGG. A partir de agora, quando encaminharem os resíduos químicos como medicamentos vencidos, por exemplo, para incineração, as chefias dos setores geradores desses resíduos deverão enviar Circular Interna (CI) à Diretoria Administrativa do HGG, que por sua vez irá analisar e encaminhar às Coordenações Executiva (COEX) e Adminstrativa-Financeira (COAF) do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), apresentando as justificativas.

O diretor administrativo do HGG, Alessandro Purcino esclarece que as justificativas devem ser apresentadas em todos os casos de perda de materiais e/ou medicamentos por decurso de prazo ou utilização inadequada. “Esta medida visa detectar a causa-raiz da perda de produtos, permitindo uma ação preventiva no sentido de mitigar ou eliminar essas causas. Um medicamento, por exemplo, pode ter o prazo vencido pela mudança da prescrição da equipe médica, porém esta mudança pode ocorrer de forma gradativa, sem interferir no tratamento dos pacientes”.

Além de medicamentos vencidos, existem outros resíduos químicos que são encaminhados para a incineração. Como é o caso do Glutaraldeído, um produto líquido utilizado para desinfecção química de instrumentais. Depois de utilizado, esse produto deve ser descartado; porém necessita de um tratamento adequado.

A partir da autorização para incineração, a empresa contratada para a realização da limpeza do hospital fará o transporte dos resíduos dos respectivos setores geradores em contêiner fechado, encaminhando e armazenando-os no abrigo de resíduos químicos. A portaria informa ainda que a empresa deverá ser acionada uma vez por mês ou quando atingir dois terços da capacidade do respectivo abrigo para coletar os itens e realizar o tratamento adequado, conforme legislação vigente.

O diretor administrativo esclarece que antes a empresa responsável pela coleta de resíduos químicos realizava apenas a pesagem do material coletado. “Com a gestão do Idtech, o documento elaborado pelo hospital e repassado à empresa contém toda a relação dos resíduos químicos que estão sendo dispensados. Consta o nome do produto, lote, data de validade. A empresa confere os itens e assina o recebimento permitindo assim a rastreabilidade dos resíduos até a incineração”, afirmou.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700