Goiânia, 27 de abril de 2017    




Notícias

(19/06/2015) Psicotrópicos serão identificados com etiquetas azuis

Medida é mais uma avanço relacionado à segurança do paciente com o intuito de alertar que o medicamento é um psicotrópico e evitar que ele seja administrado ao paciente de forma incorreta

A partir deste mês de junho, os medicamentos psicotrópicos do Hospital Alberto Rassi – HGG serão identificados com etiqueta azul. A unidade já segue um padrão exigido pela acreditação hospitalar que solicita que os medicamentos de alto risco devem ser identificados com etiqueta vermelha. Agora, os psicotrópicos também terão cor diferenciada.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), psicotrópicos são substâncias psicoativas que agem diretamente no Sistema Nervoso Central (SNC), o que produz notoriamente modificações comportamentais, de humor e com a continuação da administração torna-se modificador da cognição. Sem indicação do médico ou utilizado de forma errada, pode causar dependência.

O serviço de Farmácia da unidade iniciou a divulgação no hospital distribuindo panfletos para a equipe de enfermagem da unidade. No panfleto, de forma educativa, um enfermeiro pergunta: “Vocês estão sabendo que, além de identificar os medicamentos de alto risco com etiqueta vermelha, o HGG agora identifica os medicamentos psicotrópicos com etiqueta azul?”. A outra enfermeira responde: “Puxa, que novidade bacana! Importante isso, já que esses medicamentos são perigosos, de uso restrito e, quando usados incorretamente podem provocar danos aos pacientes”.

A técnica de enfermagem do Centro de Terapia Intensiva (CTI), Marta Cristina de Oliveira Souza disse que a iniciativa vai contribuir para que não haja enganos. “Acredito que o CTI é a área do hospital que mais se usa os psicotrópicos e agora vai ficar mais fácil a identificação”.

O gerente da farmácia do HGG, André Candido explica que essa medida é mais uma avanço relacionado a segurança do paciente com o intuito de alertar que o medicamento é um psicotrópico e evitar que ele seja administrado ao paciente de forma incorreta. “Encaminhamos para cada paciente um kit com todos os medicamentos que ele irá utilizar, separados por horário. A farmácia já tem o cuidado de dispensar os medicamentos de alto risco e os psicotrópicos, em tiras separadas, a diferença é que agora os psicotrópicos também serão identificados pela cor azul”.

A identificação dos medicamentos de alto risco e psicotrópicos com a etiquetas coloridas segue o padrão de hospitais como o Samaritano e Albert Einstein, ambos de São Paulo, além de ser uma recomendação da acreditação hospitalar. “A identificação de medicamentos de alto risco com a etiqueta vermelha foi uma solicitação da acreditação. Agora, a identificação dos psicotrópicos será mais uma ferramenta para garantir a segurança do paciente”.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700