Goiânia, 21 de setembro de 2017    




Notícias

(10/07/2015) Treinamento vai aumentar a eficácia do protocolo sepse dentro do HGG

Capacitação promovida pelo Ensino e Pesquisa em parceria com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) tem como objetivo reforçar com os profissionais da área médica e enfermagem do hospital os protocolos de diagnóstico e tratamento da doença

Popularmente conhecida como infecção generalizada, a Sepse é um conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção. O combate à doença depende do reconhecimento do profissional para o quadro do paciente. Por isso, o Hospital Alberto Rassi - HGG promove rotineiramente treinamentos voltados para os profissionais da área médica e de enfermagem da unidade para alertar sobre a doença. Entre os dias 13 e 16 de julho, os enfermeiros passarão por uma capacitação que abordará os sinais e sintomas da sepse.

O treinamento está sendo promovido pela Seção de Ensino e Pesquisa em parceria com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HGG. De acordo com a enfermeira da Educação Continuada, Fabrícia Cândida, a primeira etapa do treinamento já foi realizada com os profissionais da área médica, e agora será a vez das equipes de enfermagem das Clínicas Médica, Cirúrgica, Diálise, Intercorrência e também do Centro de Terapia Intensiva - CTI. "Como é o profissional de enfermagem que acompanha o paciente diuturnamente, é ele quem deverá identificar se o paciente está apresentando ou não os sinais e sintomas de Sepse, para comunicar ao médico de imediato para avaliar paciente e se necessário dar seguimento no protocolo garantido todas etapas sejam realizados."

Fabrícia pontua, ainda, que devido ao título de hospital acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) é imprescindível que os protocolos de diagnóstico e combate à sepse sejam cada vez mais eficazes. Ela explica que assim que diagnosticado o problema no paciente, a enfermagem e os médicos têm somente uma hora para iniciar o tratamento e controle da doença. "Isso é para reduzir a mortalidade por sepse e também para evitar que o paciente entre em um estado mais grave, como sepse grave ou choque séptico", completa.

Fique por dentro dos dias e horários do treinamento e participe!

Dia: 13/07/15
Matutino - 10h30 às 12h00 - Auditório
Vespertino - 16h30 às 18h00 - Auditório

Dia: 15/07/15
Matutino - 10h30 às 12h00 - Sala Multiuso 02 (AMA)
Vespertino - 16h30 às 18h00 - Sala Multiuso 01 (AMA)
Noturno - 18h30 às 20h00 - Sala Multiuso 01 (AMA)

Dia: 16/07/15
Matutino - 10h30 às 12h00 - Auditório
Vespertino - 16h30 às 18h00 - Sala Multiuso 02 (AMA)
Noturno - 19h00 às 20h30 - Sala Multiuso 01 (AMA)



Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700