Mundo de “O Mágico de Oz” encanta convidados do Plateia Social



Cinquenta pessoas atendidas pela Vila São Cottolengo e pelo Centro de Orientação e Reabilitação e Assistência ao Encefalopata – Corae assistiram à apresentação teatral neste domingo, dia 27 de setembro

Quem nunca escutou a história de Dorothy e seus amigos Homem de Lata, Espantalho e Leão Covarde? O Mundo encantador de “O Mágico de Oz” foi a diversão de crianças e adultos atendidos pela Vila São Cottolengo e pelo Centro de Orientação e Reabilitação e Assistência ao Encefalopata – Corae neste domingo, dia 27 de setembro. O convite para o espetáculo partiu do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), que coordena o projeto de inclusão sociocultural Plateia Social.

Cheia de efeitos especiais, a peça é um conto de fadas em que a personagem principal, Dorothy, precisa enfrentar seus medos para conseguir o que precisa: voltar para casa. No decorrer da história, a garota encontra novos amigos, e juntos passam por grandes aventuras para chegar até o Mágico de Oz. A Narrativa mostra a importância de aprender a conviver com os nossos próprios medos, e ao mesmo tempo mostra que é possível encontrar a coragem quando precisamos dela.

Rita de Cássia Lopes, de 28 anos, é atendida pela Vila São Cottolengo há treze anos. Ela não conhecia história do Mágico de Oz e gostou muito. “Achei engraçado o cachorrinho correndo atrás da bruxa, foi a melhor parte. Eu me diverti bastante, gostei de ter vindo aqui nesse teatro”, disse.

Para Alessandra Almeida Silva o projeto é uma iniciativa importante porque auxilia na socialização de quem não tem a oportunidade de frequentar a espaços culturais, como os teatros e cinemas. A estudante é mãe da Bruna, de 19 anos, que sofre de paralisia cerebral e é tratada pelo Corae desde os seis meses de vida. “Tudo que envolve o mundo lúdico para eles é muito importante”, completa.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS