Goiânia, 23 de julho de 2017    




Notícias

(20/10/2015) Sobed realiza exames de colonoscopia no HGG

Ação foi realizada na última sexta-feira e sábado, dias 16 e 17 de outubro, com o objetivo de divulgar e conscientizar a população sobre a prevenção do câncer de intestino. Vinte e seis pacientes passaram pelo procedimento

A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed), em parceria com o Hospital Alberto Rassi – HGG, realizou um mutirão de colonoscopias. A iniciativa, que aconteceu na última sexta-feira e sábado, dias 16 e 17 de outubro, atendeu 26 pessoas. O objetivo foi divulgar e conscientizar a população sobre a prevenção do câncer de intestino, considerada a terceira forma de manifestação mais comum da doença, e a segunda maior causa de morte no mundo ocidental. Além dos exames, a equipe da Sobed realizou também uma palestra para os usuários do Ambulatório de Medicina Avançada – AMA.

A aposentada Odete Fernandes, de 55 anos, aguardava pela consulta no Ambulatório quando os médicos falaram sobre a prevenção e a importância da colonoscopia no diagnóstico precoce do câncer de intestino. A paciente do Programa de Controle e Cirurgia da Obesidade (PCCO) do HGG conta que já realizou o exame há alguns anos, mas o médico não lhe explicou sobre os resultados. “Eu tenho constantemente muitas dores na barriga, e também tenho familiares que já tiveram outros tipos de cânceres. Vou trazer meu exame e pedir para os meus médicos daqui olharem, para eu tirar essa dúvida de vez”, comentou.

De acordo com a presidente da Sobed-GO e médica do HGG, Daniela Milhomem Cardoso, a ação tem grande importância para disseminação da doença. Ela comenta que existem inúmeras campanhas de prevenção ao câncer de próstata e de mama, mas pouco se fala no câncer de intestino. “O diagnóstico precoce é fundamental no tratamento. Por isso, precisamos implantar a cultura da prevenção no Brasil, tratar isso como política de saúde pública, e a Sobed tem levado realiza esses mutirões com o intuito de disseminar isso. ”

O estudante de medicina Arnaldo Sérgio Neves Pereira não está na faixa etária considerada de risco para o desenvolvimento do câncer de intestino, após os 50 anos. Porém, o paciente foi indicado para a realização do exame de colonoscopia por possuir um histórico de lesões. “Eu aprovo essa iniciativa da Sobed e do HGG em realizar este mutirão, porque não observamos diretrizes públicas nesse sentido. O câncer colorretal é um dos que mais matam, e muitas pessoas ainda não tem nem mesmo conhecimento de que ele existe”, disse.

O presidente da Comissão de Mutirões e Prevenção de Câncer Colorretal da Sobed, Lix Oliveira, pontua que este é o quarto mutirão que a entidade está promovendo, e que o próximo será realizado na cidade de Curitiba. Ele comenta que se descoberto no início, o câncer de intestino tem 95% de chance de ser curado, e se diagnosticado em fase avançada, 40% de chance de recuperação. “A vantagem da colonoscopia é que ele não precisa ser repetido com tanta frequência. Se a pessoa não tiver histórico da doença na família, e nenhum tipo de lesão no intestino, o exame pode ser feito a cada dez anos”, completa.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700