Goiânia, 28 de abril de 2017    




Notícias

(03/11/2015) HGG celebra Novembro Azul com palestras e iluminação especial

Hospital promove ações de prevenção do Diabetes e do Câncer de Próstata, que começam nesta quarta-feira, 4 de novembro, a partir das 7h30 no Ambulatório do Hospital Alberto Rassi

A cor azul no mês de Novembro simboliza a luta contra o diabetes e também serve de alerta para que os homens cuidem da saúde de uma forma geral. Com o intuito de alertar a população sobre a importância destes temas, o Hospital Alberto Rassi – HGG promove a campanha “Novembro da Prevenção”. Durante todo o mês, serão realizadas palestras abertas ao público no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) da unidade, quando os participantes poderão tirar as dúvidas sobre diabetes, câncer de próstata e problemas sexuais masculinos.

Já iluminado na cor azul, o Hospital promove nesta quarta-feira, 4 de novembro, a partir das 7h30, a palestra “Cuidados com os pés diabéticos”, com a enfermeira Cristina Pereira. No dia 11 de novembro, a endocrinologista Judith Vaz Netto Faria abordará todos os “Mitos e verdades sobre diabetes”. Na segunda quinzena do mês, o assunto é saúde do homem. No dia 18 de novembro, o tema da palestra será “Câncer de próstata, o que é e como prevenir”, que será ministrada pelo urologista Théo Rodrigues.

Fechando a programação especial, no dia 25 de novembro o urologista Paulo Tadeu Machado abordará o tema “Como preservar a saúde sexual do homem”. Todas as palestras acontecem às quartas-feiras, no Ambulatório do HGG, a partir das 7h30. O público alvo das ações são os usuários que frequentam a unidade e também a população em geral.
Ação Concentrada

O serviço de urologia do HGG realizará no sábado, 14 de novembro, a ação concentrada de cirurgias eletivas. Cerca de dez pacientes serão operados. De acordo com o chefe do serviço, Theo Rodrigues, a campanha Novembro Azul é muito importante para a conscientização da população. “O diagnostico precoce do câncer de próstata reduz a mortalidade por este tipo de tumor e melhora inclusive a sobrevida dos pacientes afetados pela doença. É possível curar até 90% dos casos quando descobertos na fase inicial. Além disso, precisamos acabar com o preconceito que existe entre os homens”, afirma.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700