Goiânia, 22 de setembro de 2017    




Notícias

(11/11/2015) Atividade sobre pé diabético abre “Novembro Azul” no HGG

Campanha que tem o intuito de conscientizar a população sobre o diabetes e a saúde do homem começou nesta quarta-feira, 4 de novembro. Enfermeira do HGG, Cristina Pereira, esclareceu as dúvidas dos pacientes sobre os cuidados com o pé diabético no Ambulatório da unidade

A Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE, divulgada neste ano apontou que atualmente o diabetes atinge 9 milhões de brasileiros. Uma das complicações mais comuns e também mais graves desta doença é o pé diabético, que geralmente são infecções ou problemas na circulação nos membros inferiores. Para orientar e alertar a população, o Hospital Alberto Rassi – HGG promoveu nesta quarta-feira, 4 de novembro, a palestra “Como cuidar dos pés diabéticos”, ministrada pela enfermeira Cristina Pereira.

A atividade abriu a série de ações que serão promovidas na unidade relacionadas ao diabetes e a saúde do homem. Cristina explicou que se o pé não for devidamente tratado, pode levar a amputação. “Com essa alteração, os pés param de suar, e os nervos e a circulação ficam comprometidos por causa do açúcar no sangue. Assim, o pé fica ressecado, começam a aparecer rachaduras e deformidades de difícil cicatrização. Por isso, é muito importante ficar sempre atento aos pés”, afirmou.

A profissional tirou as dúvidas dos pacientes que aguardavam por consulta no Ambulatório de Medicina Avançada e deu dicas para que o problema não acometa os diabéticos. “É importante secar bem os pés e utilizar sapatos adequados. Como a sensibilidade é alterada, pode ser que um sapato machuque e a pessoa não sinta, e quando vai perceber, a ferida já está grave. Além disso, é preciso hidratar os pés para que a pele não resseque”, afirmou.

Além da enfermeira Cristina, os residentes multiprofissionais Robson Tostes Amaral e Joana D’arc da Costa Ferreira também auxiliaram na ação explicando como o diabetes afeta o organismo e também a forma correta de cuidar dos pés diabéticos. O paciente Odair Pinheiro é portador da doença e mora em Gameleira de Goiás. Ele conta que faz o tratamento do diabetes no HGG e que sai da cidade muito cedo. “Eu sempre faço o exame em jejum aqui. Ainda não fiz hoje porque vi que vocês estavam falando sobre o assunto e eu me interessei”, afirmou.

O enfermeiro residente Robson Tostes Amaral orientou que os pacientes diabéticos tem prioridade em qualquer emergência. “Foi sancionada em julho uma lei que determina que todos os pacientes diabéticos são prioridade no atendimento. Isso acontece porque quem tem diabetes, deve fazer o exame o mais rápido possível para depois se alimentar”, explicou. Outra paciente, Marta dos Reis também falou sobre o problema. “Convivo há muitos anos com o diabetes e sempre levo uma fruta na bolsa, para manter a minha glicemia sob controle”.

Novembro Azul

O HGG aderiu a campanha Novembro Azul e neste mês está realizando uma série de ações para conscientizar a população sobre o diabetes e sobre a saúde do homem. A próxima palestra acontece no dia 11 de novembro, com a endocrinologista Judith Vaz Netto Faria, que abordará sobre os “Mitos e verdades sobre o diabetes”.

Na segunda quinzena do mês, o assunto é saúde do homem. No dia 18 de novembro, o tema da palestra será “Câncer de próstata, o que é e como prevenir”, que será ministrada pelo urologista Théo Rodrigues.Fechando a programação especial, no dia 25 de novembro o urologista Paulo Tadeu Machado abordará o tema “Como preservar a saúde sexual do homem”.


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700