Goiânia, 23 de setembro de 2017    




Notícias

(16/11/2015) Mais de mil pessoas são atendidas no Dia Mundial do Diabetes

Evento promovido pelo Instituto de Assistência e Pesquisa em Diabetes (Iapd) neste sábado, 14 de novembro atendeu 1234 pessoas. Equipe do programa Pé Diabético do Hospital Alberto Rassi – HGG participou da atividade orientando a população sobre o problema

Com o intuito de alertar a população sobre a prevenção e as complicações da doença, o Instituto de Assistência e Pesquisa em Diabetes (Iapd) ofereceu serviços gratuitos no Dia Mundial do Diabetes, lembrado neste sábado, 14 de novembro. A equipe do programa Pé Diabético do Hospital Alberto Rassi – HGG participou da atividade orientando as pessoas que estavam com a glicemia alta ou até mesmo em casos confirmados de diabetes, a cuidarem dos pés da forma correta. O evento aconteceu Araguaia Shopping.

Durante todo o dia, 1234 pessoas foram atendidas. Os participantes mediram a pressão, receberam orientações nutricionais, orientações relacionadas ao câncer de boca, além de orientações sobre o pé diabético. O aposentado Luiz Carlos de Melo descobriu que tem diabetes há vinte dias. Ele conta que no início levou um susto, mas que agora está conseguindo controlar. “Estou com pressão alta e diabetes. Mas apenas com a dieta consegui diminuir a glicemia de 375 para 210”.

A enfermeira responsável pelo programa do Pé Diabético do HGG, Cristina Pereira, explicou para o aposentado que mesmo assim, a glicemia continuava alta e que era necessário controlar. “É muito difícil, mas eu vou conseguir”, desabafou Luiz Carlos. Com mais de 80 anos, o aposentado Deivid Pereira da Silva descobriu no evento que esta pré-diabético. “Agradeço as orientações, mas como é que faz? Eu gosto demais de doce, como todo dia”, afirmou.

O endocrinologista do HGG e coordenador do Iapd, Nelson Rassi, explicou que o evento alusivo ao Dia Mundial do Diabetes tem o intuito de alertar a população que o diabetes tem controle. “O diabetes traz em si uma série de problemas com o tempo como cegueira, derrame cerebral, enfarto, problemas na circulação dos pés, o que diminui a qualidade de vida. Além disso, existem os impactos na sociedade como aposentadoria precoce, gastos dos governos com medicamentos”.

Rassi afirma ainda que o ideal é a prevenção. “Esse evento que é realizado no mundo inteiro tem o objetivo de alertar que a prevenção é o melhor caminho. Caso não seja possível, o tratamento do diabético em fase inicial é bem simples, incluindo alimentação saudável, atividade física regular, medição da glicemia, utilização dos medicamentos da forma correta, associados às visitas regulares ao médico”.


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700