Goiânia, 23 de outubro de 2017    




Notícias

(10/12/2015) Fonoaudióloga esclarece dúvidas dos pacientes no Ambulatório

Palestra aconteceu na tarde desta quarta-feira, 9 de dezembro, no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA). Fonoaudióloga Mariela Vidal abordou sobre a saúde da voz e como estes profissionais atuam na unidade

Nesta quarta-feira, 9 de dezembro, Dia do Fonoaudiólogo, o Serviço de Fonoaudiologia do Hospital Alberto Rassi – HGG promoveu uma palestra para os usuários que aguardavam por consulta no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) da unidade. A profissional do HGG que atua no Centro de Terapia Intensiva (CTI), Mariela Vidal, ministrou a palestra “Quando procurar um fonoaudiólogo”, e tirou todas as dúvidas dos pacientes.

A pastora Marinete Marçal Guerreiro aguardava por uma consulta com ortopedista. Antes de entrar para o consultório do especialista, a pastora dividiu com os colegas no Ambulatório, um problema que carrega há mais de vinte anos. “Tenho nódulos nas duas pregas vocais. Há uns cinco anos o médico indicou a cirurgia, porém fiquei com medo. Na época, ele disse que eu poderia me curar, mas que também poderia ficar sem voz”.

Como Marinete ficou com medo, o médico indicou tratamento com fonoaudiólogo. “Eu já fiz tratamento mas perdi a regulação. Agora aguardo há muito tempo para voltar a me tratar. Eu sofro bastante, quando falo muito, minha voz fica rouca, quando bebo água gelada, a garganta dói bastante, aí tenho de fazer repouso. Eu gostei bastante da palestra, achei esclarecedora, obter informações é sempre bom”.

Mariela explicou sobre o papel do fonoaudiólogo no hospital e também deu dicas sobre saúde da voz. “É importante hidratar, evitar competição vocal, não gritar, rouquidão por mais de 15 dias é necessário procurar o médico, para quem utiliza a voz como instrumento de trabalho é necessário procurar orientações de aquecimento e desaquecimento vocal, ter uma alimentação saudável, evitar alimentos ricos em gordura, derivados do leite, cafeína”. A profissional falou ainda sobre a ingestão de alimentos gelados.

“Todo alimento gelado pode ser prejudicial porque o organismo reconhece como sendo uma agressão. Para se proteger, ele causa uma descarga de produção de muco, e nos dá aquela sensação e a necessidade limpar o pigarro. Esta secreção traz consequências piores que lesionam a prega vocal e causam alteração vocal. O recomendado é optar sempre por água natural, se não for possível, vou dar uma dica: quando for dar o primeiro gole, deixa a água um pouquinho na boca, aquecendo e ao mesmo tempo resfriando o organismo para que ela desça sem causar esse choque térmico”.

Maria do Rosário é profissional autônoma e também participou da palestra. Recentemente passou por cirurgia de retirada de excesso de pele e estava na unidade para a consulta de retorno. “Eu acredito que o profissional da área de saúde não deve prestar um atendimento mecânico. É muito ruim quando você chega num hospital e está carente, doente, precisando de atendimento, e o médico não diz “boa tarde” ou “bom dia”. Parabéns a vocês que trouxeram informações para nós e parabéns aos fonoaudiólogos”.

Dia do fonoaudiólogo

A equipe de Fonoaudiologia do HGG recebeu nesta quarta-feira cartões comemorativos em homenagem do Dia do Fonoaudiólogo. Além disso, uma exposição de fotos está disponível em frente ao refeitório do hospital com informações sobre o serviço prestado na unidade.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700