Goiânia, 23 de setembro de 2017    




Notícias

(26/02/2016) Projeto leva entretenimento e inclusão digital para moradores de rua

Coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), Solidariedade.ponto.com foi realizado durante o primeiro dia do III Seminário Povos de Rua, idealizado pela Defensoria Pública e Movimento Nacional da População em Situação de Rua em Goiás (MNPR)

Vilmar de Barros Pantaleão vive nas ruas há 15 anos. Natural da cidade de Goiás, ele perdeu o contato com a família depois de entrar para o mundo das drogas. Vilmar foi um dos participantes do projeto Solidariedade.ponto.com promovido nesta quinta-feira, dia 25 de fevereiro, pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech). A atividade aconteceu durante a abertura do III Seminário Povos de Rua, idealizado pela Defensoria Pública e Movimento Nacional da População em Situação de Rua em Goiás (MNPR), e outras instituições de defesa dos direitos humanos como objetivo de discutir políticas públicas voltadas para as pessoas que vivem nessas circunstâncias.

O projeto de inclusão social e digital aconteceu na Praça do Trabalhador, no Setor Norte Ferroviário. Para atender a demanda do evento, o Idtech instalou dois computadores com acesso à Internet para que todos pudessem acessar as redes sociais, jogos, vídeos, entre outros. Vilmar não perdeu tempo, assim que avistou lan house social. Pediu aos técnicos de informática ajudarem-no a criar um novo perfil no Facebook para que ele procurasse por fotos dos filhos. “Me emocionei muito! Não tenho contato com eles há muito tempo, eles mudam de chip de celular para não falar comigo. Hoje eu tenho a ajuda do Caps, mas eles me ajudam somente durante o dia, e a noite quando preciso voltar para as ruas vem a depressão”, disse.

Augusto Júnior também aproveitou a oportunidade para usar os computadores. Ele chegou a Goiânia há um mês, e deixou toda a família no Pará. Augusto conta que veio para a capital goiana a procura de emprego, mas não encontrou e agora depende da Casa da Acolhida para sobreviver. Durante o projeto, o paraense digitou o seu currículo. “Eu tenho conhecimento de informática, fiz curso especializado. Preciso de uma oportunidade para trabalhar, foi muito bom poder usar o computador de vocês para fazer o meu currículo. ”

Para a coordenadora do projeto e gerente do Serviço Social do Idtech, Sandra Costa, a atividade cumpriu o seu papel, proporcionando além de entretenimento e lazer para os moradores em situação de rua, a inclusão digital. “Nós sabemos que a maioria deles não tem esse acesso à tecnologia, enquanto nós temos um celular nas mãos em que podemos fazer de tudo. A gente observa pelo caso de um morador de rua que usou o computador para fazer o currículo. É muito bom poder ajudar pessoas assim, saímos com o sentimento de missão cumprida”, avaliou.

Além do projeto Solidariedade.ponto.com, o evento ofereceu aos moradores de rua serviços nas áreas da Assistência Social, Saúde, Educação e Segurança Pública às pessoas em situação de rua na Praça do Trabalhador. Apresentações culturais e populares também marcaram a atividade. Nesta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, o evento terá continuação no auditório Jaime Câmara da Câmara Municipal de Goiânia. Na ocasião, o defensor-público geral do Estado de Goiás, Cleomar Rizzo Esselin Filho, fará a abertura do seminário e o lançamento oficial do Centro de Atenção para Pessoas em Situação de Rua da DPE-GO em parceria com a Prefeitura de Goiânia.


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700