Goiânia, 24 de agosto de 2017    




Notícias

(17/06/2016) Nutricionista do HGG faz alerta sobre alimentos de festa junina

Palestra com a gerente do Serviço de Nutrição do Hospital Alberto Rassi, Valéria de Souza, aconteceu no Ambulatório da unidade nesta quarta-feira, 15 de junho. Profissional afirmou que os alimentos estragados podem causar infecção estomacal

Com a chegada das festas juninas, o pensamento é unânime: fartura de guloseimas. É comum as pessoas exagerarem na quantidade de pamonha, canjica, pé de moleque, paçoca, quentão, pipoca, entre outros. O excesso desse tipo de comida ou até mesmo a procedência podem causar danos à saúde. Para alertar o público do Hospital Alberto Rassi – HGG sobre esse problema, a gerente do Serviço de Nutrição da unidade, Valéria de Souza esteve no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) para tirar todas as dúvidas dos usuários.

A nutricionista explicou que neste período ocorre um aumento do número de infecções estomacais, porque se os quitutes não forem armazenados de forma correta, podem perder mais rápido. Valéria sugeriu que antes de comer o alimento, a pessoa sinta o cheiro. “É importante saber a procedência da comida. A nossa dica é que antes de ingerir qualquer tipo de alimento, que a pessoa cheire antes. Se estiver com cheiro azedo, não coma! Além disso, as comidas são bastante calóricas, o que pode fazer a pessoa engordar muito”, alertou.

A dica é curtir com moderação. A prioridade é substituir os alimentos, para que a dieta fique balanceada. “Sempre dê preferência para os alimentos menos calóricos, como o milho cozido por exemplo. Se for comer pamonha, coma a cozida, porque a frita absorve muito óleo no seu preparo. Ao invés de comer uma maçã do amor, coma um saco de pipoca que além de ser mais saudável, ajuda na saciedade”.

O aposentado José Pereira dos Santos disse que é muito difícil comer pouco em uma festa junina, mas que as dicas da nutricionista vão valer para a vida. “Durante as quadrilhas, a gente come muito. E os alimentos mais gostosos são os que são mais prejudiciais”, afirmou o homem que acompanhava a esposa em uma consulta com a equipe de cirurgia plástica. Ele disse ainda que há muito tempo substituiu o açúcar em casa, por mel. “Essas dicas são muito boas, gostei bastante da palestra”.


Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700