Goiânia, 22 de julho de 2017    




Notícias

(29/06/2016) Violência doméstica é tema de palestra no HGG

Psicólogo Dimilson Vasconcelos abordou o assunto na manhã desta quarta-feira, 29 de junho, no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA). Palestra encerrou campanha “Junho da Prevenção” promovida pela unidade

O manual “Violência Intrafamiliar” disponibilizado pelo Ministério da Saúde define que a violência que se passa no grupo familiar atinge grande parcela da população e repercute de forma significativa sobre a saúde das pessoas a ela submetidas, configurando em um problema de saúde pública relevante e um desafio para os gestores do Sistema Único de Saúde. Para discutir esse tema, o Hospital Alberto Rassi – HGG promoveu na manhã desta quarta-feira, 29 de junho, a palestra “Os aspectos psicológicos da violência doméstica”.

O psicólogo Dimilson Vasconcelos abordou o assunto com os usuários que aguardavam por consulta no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) da unidade. O profissional explicou que a violência doméstica atinge milhares de pessoas muitas vezes de forma silenciosa. “Ela pode acometer ambos os sexos e não costuma obedecer nenhum nível social, econômico, religioso ou cultural específico. Tanto homens, mulheres, crianças e idosos podem ser vítimas dos abusos que podem ser sexuais, psicológicos, verbais ou físicos”.

De acordo com Dimilson, os prejuízos para as vítimas são inúmeros, e é preciso que elas denunciem. “Geralmente essas vítimas se tornam adultos sem capacidade de desenvolver relações sociais e em 90% dos casos essas pessoas possuem autoestima muito baixa. Hoje nós temos muitos instrumentos de proteção como a Lei Maria da Penha, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Estatuto do Idoso, por isso é importante a denúncia. Na rede básica de saúde também é possível encontrar apoio psicológico”.

Uma paciente que faz tratamento no Programa de Controle e Cirurgia da Obesidade (PCCO) e que preferiu não ser identificada contou que a palestra a fez pensar sobre a própria vida. Ela disse que o seu pai era muito autoritário e violento e para se livrar das agressões decidiu casar cedo para sair de casa. Porém o marido dela tem a personalidade parecida com a do pai, o que a fez viver em um ambiente hostil. “Eu não tenho vontade própria, tenho de fazer o que ele manda. Ficamos separados por um tempo e ele melhorou, mas agora está voltando a ser o que era. A palestra foi linda e eu queria que ele estivesse aqui para escutar”.

Palestras

A atividade encerrou a campanha “Junho da Prevenção”, que promoveu ações educativas com o intuito de alertar os pacientes sobre temas relacionados à saúde. As palestras abordaram assuntos pertinentes como os prejuízos do tabaco para o organismo, a importância da doação de sangue, alerta sobre alimentos da festa junina e orientações de tratamento para a asma.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700