Goiânia, 26 de abril de 2017    




Notícias

(03/10/2016) Pacientes apreciam música instrumental no Sarau do HGG

Apresentação de Música Popular Brasileira – MPB, chorinho e valsas com violão e bandolim chamou a atenção do público do Hospital Alberto Rassi – HGG nesta quinta-feira, dia 29 de setembro

Terezinha do Nascimento está hospitalizada há 21 dias. Com graves problemas de infecção de urina, a idosa foi uma das primeiras a chegar no hall do quarto andar do Hospital Alberto Rassi – HGG no final da tarde desta quinta-feira, dia 29 de setembro, para a apresentação de Leandro Mourão, na última edição deste mês do projeto Sarau.

Depois do show instrumental, a paciente elogiou a iniciativa de humanização. “Eu nunca fico deprimida, estou sempre de alto astral porque creio muito em Deus. Mas, têm pessoas que precisam de um apoio maior quando estão enfrentando algum problema, principalmente se for de saúde. O paciente fica no quarto, e de repente tem oportunidade para escutar uma boa música e isso ajuda demais”, disse.

Esta foi a segunda vez que Leandro Mourão se apresentou no hospital, ele já havia acompanhado a cantora Mirian Veiga em outra edição do projeto. Desta vez, o artista convidou também mais um instrumentista para o show voluntário, Anderson Vinícius. Juntos, eles apresentaram para os pacientes, familiares e colaboradores os maiores clássicos da Música Popular Brasileira – MPB, do chorinho e valsas ao som de violão e bandolim, instrumento que chamou a atenção do público.

O mestre de obras Raimundo Pereira nunca havia participado de uma apresentação de MPB instrumental. O paciente está hospitalizado devido a problemas pulmonares e cardíacos há poucos dias, e aprovou ao show dos músicos. “Foi diferenciado! Eu não tinha visto nada igual ainda, e gostei bastante. Acredito que os músicos chamaram muito a atenção de todos que assistiram, foi interessantíssimo”, avaliou.

Ao final do Sarau, Anderson Vinícius falou do clima de solidariedade que existe no hospital. Segundo o artista, se apresentar para pacientes é muito diferente do que os músicos estão acostumados diariamente. “Aqui o público é formado por pessoas que não estão em clima de festa e balada, e aí chegamos nós trazendo música, acho que dá aquele choque de realidade. É uma experiência muito construtiva! ”

Para Leandro Mourão, a sua apresentação em parceria com o Anderson foi uma experiência rica para os pacientes. Ele comenta que o público está acostumado a shows com cantores, e pouco se vê músicas instrumentais. “Foi uma oportunidade diferente para o público. A música instrumental requer mais atenção e o coração aberto. Acredito que eles se sentiram bem, porque nós adoramos”, completou.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700