Goiânia, 23 de abril de 2017    




Notícias

(14/10/2016) Estudantes do ensino médio conhecem rotina do HGG

Visitas fazem parte do projeto “Empresário sombra por um dia” da associação Júnior Achievement. Alunos estiveram no Hospital Alberto Rassi –HGG nos dias 6 e 13 de outubro e conheceram o trabalho de médicos, residentes, internos e equipe de enfermagem

Escolher qual profissão seguir não é uma tarefa fácil. Para auxiliar alunos que estão cursando o ensino médio, a associação Júnior Achievement coordena o projeto “Empresário sombra por um dia”, que proporciona aos estudantes a oportunidade de conhecer o dia a dia de um profissional, na área de seu interesse. Parceiro no projeto pela terceira vez, o Hospital Alberto Rassi – HGG recebeu nos dias 6 e 13 de outubro, 27 alunos de várias escolas que estão no ensino médio e se interessam pela área da saúde.

Os grupos foram recepcionados pela gerente do Núcleo de Educação Continuada, Fabrícia Cândida e pela diretora de Ensino e Pesquisa, Cáritas Marquez, que deram algumas dicas para os futuros profissionais. “Aqui na unidade temos várias profissões que talvez não encantem vocês no primeiro momento, mas é bom vocês analisarem também, como engenheiros e advogados, por exemplo. Mas para aqueles que seguem firmes na decisão de trabalhar na área na saúde, é importante saber que é necessário ter disciplina e dedicação”, disse a médica Cáritas.

Os alunos percorreram o hospital e conheceram o funcionamento de áreas importantes como o Centro de Terapia Intensiva e o Ambulatório de Medicina Avançada (AMA). Cursando o terceiro ano do ensino médio, Isabella Beda, de 18 anos, gostou de conhecer a unidade. “Desde sempre eu quis fazer medicina, e acho que agora que se aproxima o vestibular, nós ficamos muito focados em estudos e não procuramos conhecer a realidade de um hospital, que será o nosso local de trabalho para o resto da vida. Aqui no HGG eu gostei bastante, principalmente de conversar com os profissionais e saber os desafios da profissão”.

Mariana da Silva Oliveira ficou impressionada com a estrutura da unidade. Ela explicou que a mãe dela trabalhava em outro hospital público da capital, porém não tinha tantas condições para receber os pacientes. “Achei a estrutura diferente por ser um hospital que atende apenas pelo SUS. Todos os locais me encantaram, mas fiquei impressionada mesmo com o Centro de Terapia Intensiva. Tivemos a oportunidade de conversar com profissionais que nos relataram a rotina deles, foi muito legal”, revelou a adolescente que pela manhã cursa o segundo ano do ensino médio na Escola Estadual Professor Vilmar Gonçalves da Silva e a tarde participa do projeto Vira Vida, do Senai.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700