Discovery Channel acompanha cirurgia rara de hemangioma gigante



Má formação rara está sendo tratada pela equipe de Cirurgia Plástica do Hospital Alberto Rassi em parceria com o cirurgião Zacharias Calil. Caso está sendo acompanhado pelo canal americano

O Hospital Alberto Rassi – HGG realizou na manhã desta quarta-feira, 25 de janeiro, a primeira cirurgia para retirada de hemangioma gigante em uma paciente de 53 anos. O hemangioma cresceu sobre uma lesão chamada de nevus piloso pigmentado, de cor escura e sangrante, se tornando uma má formação rara, que demanda tratamento de alta complexidade. O caso está sendo conduzido pelo chefe do Serviço de Cirurgia Plástica do HGG, Sérgio Augusto da Conceição, em parceria com o cirurgião Zacharias Calil.

A cirurgia foi para a implantação de expansores de tecido e de retirada por parte do tumor. De acordo com o cirurgião plástico, este procedimento tem como objetivo fazer com que o corpo produza pele extra para uso na reconstrução do rosto após a retirada do tumor, que abrange quase toda a sua face esquerda. O expansor é uma bolsa de silicone implantada dentro da pele, que vai recebendo soro fisiológico periodicamente, ajudando a “esticar” o tecido.

“Este caso é totalmente atípico e inédito no HGG. Sem dúvida, as cirurgias vão trazer uma qualidade de vida muito grande à paciente, pois a aparência ficou assustadora, levando a exclusão social devido ao constrangimento”, explica o cirurgião plástico. Além disso, a paciente corria risco de morte, pois a lesão, que cresceu muito nos últimos anos, poderia sofrer um grande sangramento se ocorresse uma queda ou batida.

Programação
A expectativa é que a expansão da pele aconteça em dois meses. Após esta etapa, ocorrerá a cirurgia de retirada total do hemangioma e colocação da matriz dérmica.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS