Goiânia, 20 de setembro de 2017    




Notícias

(07/11/2007) Acieg vai apoiar a campanha Coração na batida certa

Pedro Bittar propôs simulação de atendimento a vítima de enfarte em estabelecimento comercial para estimular empresariado a doar equipamentos

O secretário municipal de Saúde, Paulo Rassi, e o cardiologista Sérgio Gabriel Rassi reuniram-se às 17 horas de segunda-feira, 05 de novembro, com o presidente da Asssociação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás, Pedro Bittar. Na reunião foi firmada parceria com a Acieg em favor da campanha Coração na batida certa, que será lançada nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas e Morte Súbita (Sobrac) no dia 12 de novembro, dia nacional de prevenção à doença. A reunião teve a participação de José Cláudio Romero e Lúcio Dias Nascimento, coordenadores executivo e administrativo-financeiro do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), que está apoiando regionalmente a campanha. O objetivo é arrecadar aparelhos para socorro a vítimas de enfarte que serão doados à Prefeitura de Goiânia para serem instalados em locais públicos de grande concentração de pessoas.
A Acieg promoverá, em conjunto com a coordenação da campanha, a SMS e o Idtech, um dia de mobilização do empresariado. A data e o local da atividade serão definidos ainda esta semana. Além de buscar a doação dos desfibriladores externos automáticos, cujo custo poderá ser abatido do imposto de renda pelas empresas, a campanha tem vários outros objetivos. Entre estes estão a disseminação de informações sobre o risco das arritmias cardíacas e do potencial de morte súbita; o alerta sobre a imprecisão dos dados que revelam o número de vítimas no Brasil e educação da população sobre como diagnosticar e prevenir a doença.
Proposta pelo presidente da Acieg, a idéia de promover uma atividade em que possa ser demonstrada a importância dos aparelhos no socorro às vítimas foi prontamente aceita pelo coordenador regional da campanha, Sérgio Gabriel Rassi. Instalados em parques e outros locais de grande concentração de pessoas, os aparelhos, que podem ser operados por leigos, asseguram a redução do risco de morte súbita em caso de parada cardiorrespiratória. Não há dados estatísticos no Brasil, mas estima-se que, anualmente, nos Estados Unidos, 500.000 pacientes sejam acometidos deste mal durante internação hospitalar e cerca de 225.000, fora do ambiente hospitalar. A extrapolação desses dados para o mundo sugere que mais de 2 milhões de pessoas morram, inesperadamente, a cada ano.



Como doar?

Goiânia é um dos 50 centros selecionados pela Sobrac para realização da campanha. O Idtech, organização social sem fins lucrativos que atua no desenvolvimento de projetos para a saúde, educação e meio ambiente, foi credenciado pela Sobrac para fazer contato com empresários do comércio, da indústria e da prestação de serviços em busca das doações de aparelhos, que estão disponíveis pela metade do preço de mercado. Além de abater o valor pago do imposto de renda, as empresas doadoras terão a oportunidade de adquirir pelo mesmo valor, se desejarem, equipamento idêntico para instalação em suas dependências.
Os equipamentos cedidos, que serão instalados nas áreas públicas, terão gravação da logomarca da empresa doadora. Esta ainda terá direito ao uso de selos especiais alusivos à campanha em seu material publicitário (o modelo do selo e o tempo de uso vão variar de acordo com o valor doado). Para solicitar uma visita do representante do Idtech, a empresa deve telefonar para (62) 3209-9701 - Ana Paula, ou (62) 3209-9705 ou 9706 - Maria Aparecida Toledo Couto Sardinha, coordenadora-técnica.
Atualmente, as chances de sobrevida de uma parada cardíaca extra-hospitalar são bastante reduzidas, girando de 2 a 5%. Essas estatísticas se devem ao retardo da desfibrilação elétrica, que deveria idealmente ser aplicada nos primeiros dez minutos. As taxas de sucesso reduzem em 10% a cada minuto após o inicio de uma parada cardíaca, daí a importância de disseminar a instalação dos equipamentos e treinamento do público leigo na prática da desfibrilação precoce. Nos EUA, os novos desfibriladores externos automáticos, de fácil manuseio e menor custo, estão sendo instalados em aeroportos, clubes, academias, shoppings e até mesmo nas residências. Confiante na sensibilidade da iniciativa privada, a intenção da Sobrac é estimular que ocorra o mesmo no Brasil. Para saber mais sobre a campanha basta acessar http://www.arritmiasemortesubita.org.br/.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Idtech





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700